EXCLUSIVO! Carpini revela propostas "muito boas", mas confirma permanência no Guarani

Jovem treinador do Bugre ainda rasgou elogios aos jogadores e traçou metas para o Paulistão

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 21 (AFI) - A torcida do Guarani pode respirar aliviada. Se depender do técnico Thiago Carpini, ele não deixará o Bugre tão cedo. Em entrevista exclusiva ao Portal Futebol Interior, o comandante alviverde confirmou que recebeu propostas "muito boas" de outros clubes, mas explicou os motivos que o ainda fazem permanecer em Campinas.

"Aconteceu algumas situações de propostas. Ano passado duas, muito boas. Se eu fosse olhar só o lado financeiro, até mesmo a condição de trabalho, teria ido. Mas tudo o que o Guarani me dá de repercussão, de mídia e o carinho que tenho pelo clube, acho que isso ainda me prende aqui. É um ciclo que, se eu saísse naquele momento no ano passado, estaria em aberto. Eu acho que passava muito pela continuidade do Paulista e da Série B", comentou o jovem treinador que salvou o Guarani do rebaixamento na Série B do ano passado.

"Esse ano, logo na 2ª rodada, 3ª rodada, depois do jogo contra o Santos, surgiu uma oportunidade de um bom clube, como Guarani, de Série B, mas nem abri conversa, porque o ciclo não se encerrou. Eu espero encerrar esse ciclo com uma boa temporada no Paulistão e, se Deus permitir, e for da vontade Dele, da diretoria e da minha, a gente possa fazer o Brasileiro e coloque o Guarani na Série A. Esse é meu desejo", completou Carpini, de apenas 35 anos e natural de Valinhos-SP.

Carpini quer completar o ciclo no Guarani. (Foto: Divulgação)
Carpini quer completar o ciclo no Guarani. (Foto: Divulgação)

GRUPO!
Apesar da derrota para o Palmeiras, por 1 a 0, em São Paulo, na última quinta-feira, na abertura da sétima rodada, o Guarani se manteve na liderança do Grupo D com nove pontos. São duas vitórias, três empates e duas derrotas. No geral, o Bugre tem a sétima melhor campanha do Paulistão. Thiago Carpini contou qual é o segredo para o clube do interior surpreender do chamado Grupo da Morte.

"O que eu tenho feito é passado confiança e tranquilidade aos atletas porque quem tem feito tudo são eles. Da maneira que eles têm feito, da maneira que eles têm trabalhado. Eu acho maravilhoso e gratificante. Fico maravilhado porque tudo o que se propõe a fazer, minhas ideias, o que penso de futebol, ele se comprometem a fazer e fazem com excelência. Então o mérito é deles", comentou Carpini ao Portal FI.

"Nós somos o time menos badalado, a folha mais baixa, a quarta força do grupo, tendo em vista o valor da folha salarial da Ferroviária também. Mas mostrando que, com trabalho, competitividade, seriedade, transparência e compromisso, que esses atletas têm, é possível fazer um ano equilibrado. É dessa forma que eu consigo implantar as ideias e o Guarani vai quebrando os paradigmas. Estamos na metade da competição e acho que a três rodadas a gente vem liderando esse grupo tão difícil. O campeonato ainda não acabou e, o quanto antes a gente conquistar nosso primeiro objetivo, que é a permanência, é o mais importante para nós", finalizou o treinador do Guarani.

Carpini valoriza o grupo do Guarani. (Foto: Divulgação)
Carpini valoriza o grupo do Guarani. (Foto: Divulgação)

O Bugre voltará a campo apenas na próxima sexta-feira, 28 de fevereiro, quando receberá o Água Santa no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, às 19h15, pela oitava rodada. Como mandante, o Guarani tem uma vitória - 2 a 1 sobre o Santo André -, um empate - 1 a 1 com o Novorizontino - e uma derrota - 2 a 1 para o Santos.