Com liberação de dupla, Guarani economiza mais de R$ 200 mil em quatro meses; entenda

Vitor Feijão e Deivid Souza tinham contrato com o Bugre até 30 de abril de 2020, mas não seguem no clube

por Lucas Rossafa

Campinas, SP, 09 (AFI) - Com saída antecipada de Vitor Feijão e Deivid Souza, Guarani vai economizar pouco mais de R$ 216 mil na folha salarial.

A dupla, cujo custo mensal era de R$ 50 mil, tinha vínculo com o Bugre até 30 de abril de 2020, ao término do Campeonato Paulista.

CASO 1

Vitor Feijão desembarcou no Brinco de Ouro no início de junho, dias antes da pausa para a Copa América.

Ele foi emprestado pelo Ceará e, no acordo, havia possibilidade de o Alviverde devolvê-lo ao fim da Série B, justamente o que foi feito pela diretoria - despediu-se com 12 partidas e nenhum gol marcado.

Pelo estabelecido entre as diretorias, Feijão recebia R$ 45 mil no Vovô - o Guarani era responsável por arcar com R$ 20 mil.

Vitor Feijão não segue no Guarani em 2020 - Letícia Martins / Guarani FC
Vitor Feijão não segue no Guarani em 2020

Caso permanecesse por mais quatro meses, o valor seria ajustado, algo já previsto contratualmente. O reajuste salarial, algo de ciência das duas partes, subiria de R$ 45 mil para R$ 50 mil.

Com tal acréscimo, Bugre arcaria com a metade, ou seja, R$ 25 mil. Este valor, multiplicado por quatro meses (janeiro, fevereiro, março e abril) custaria R$ 100 mil.

Atleta, a caminho do Figueirense, era um desejo bugrino desde 2018. Clube tentou contratação há dois anos, mas não conseguiu - à época, atleta estava de saída do Paraná e viu o Criciúma atravessar as conversas e confirmar a contratação.

CASO 2

Deivid Souza, por sua vez, oficializado pelo Paysandu, recebia R$ 25 mil. Em outras palavras: se permanecesse no Brinco de Ouro, Alviverde arcaria com mais R$ 100 mil ao longo dos quatros meses de Paulistão. Com os dois, portanto, R$ 200 mil 'apenas' em salários.

É preciso, contudo, contabilizar o valor proporcional ao 13º salário. Com os dois, o gasto total seria de R$ 16.666,66.

No acordo com Souza, não havia possibilidade de liberação, haja vista ter assinado em definitivo após o Troféu do Interior de 2019;

Vale destacar, então, que ele abriu mão de pouco mais de R$ 116 mil para rescindir amigavelmente e respirar novos ares longe de Campinas.

Mercado da Bola
Guarani-SP
Elenco ainda não definido
  • Goleiros

    Carlão, Jefferson Paulino e Matheus Cavichioli

  • Laterais

    Bidu, Bruno Souza, Cristovam e Thallyson

  • Zagueiros

    Bruno Lima, Bruno Silva, Leandro Almeida, Pedro Moraes e Romércio

  • Volantes

    Deivid, Eduardo Person, Igor Henrique, Lucas Abreu, Marcelo, Pedro Acorsi e Ricardinho

  • Meias

    Bady, Giovanny e Mateusinho

  • Atacantes

    Alemão, Bruno Sávio, Júnior Todinho, Pablo, Rafael Costa e Renanzinho

  • Técnico

    Thiago Carpini