Paulistão: Guarani tenta viabilizar burocracia para anunciar 'pacotão' até sexta

Com dificuldades financeiras, Bugre ainda não oficializou nenhuma contratação para 2020

por Lucas Rossafa

Campinas, SP, 12 (AFI) - O Guarani tem em mente anunciar o primeiro 'pacotão' de reforços para o Campeonato Paulista, no máximo, até sexta-feira.

Ainda sem confirmar novidades de olho na próxima temporada, Bugre mantém em sigilo os nomes que devem desembarcar no Brinco de Ouro da Princesa a partir da primeira semana de janeiro.

O maior entrave, no momento, é a burocracia com os documentos e, claro, a dificuldade financeira para competir com os concorrentes no mercado.

Michel Alves e Ricardo Moisés estão à frente das negociações - André Albuquerque / Guarani FC
Michel Alves e Ricardo Moisés estão à frente das negociações

O jogador 'mais provável' na lista é o goleiro Rodrigo Viana, o qual disputou parte a Série B do Campeonato Brasileiro pelo Operário.

A tendência é que cerca de quatro peças sejam oficializadas e para 'todos os setores' do plantel.

A única 'novidade' até agora foi a renovação do volante Deivid, titular absoluto com o técnico Thiago Carpini, até dezembro de 2020.

O Guarani ainda nutre esperanças pela renovação do empréstimo do zagueiro Luiz Gustavo junto ao Vasco da Gama - o lateral-direito Lenon não chegou a um acordo por permanência e vai deixar o clube, enquanto o meia Arthur Rezende é dado como certo no Bahia.

Enquanto Thiago Carpini cursa a Licença A na Granja Comary, em Teresópolis, o principal responsável pelas contratações é Michel Alves, novo superintendente de futebol.

O ex-goleiro lidera as negociações, com o presidente do Conselho de Administração, Ricardo Miguel Moisés, na retaguarda.