Mesmo com dérbi batendo na porta, Carpini garante forma máxima do Guarani em Bragança

Bugre, com clássico campineiro agendado para sábado, tem dez jogadores pendurados para visitar o líder da Série B

por Lucas Rossafa

Campinas, SP, 04 (AFI) - Apesar da iminência do Dérbi 195 frente a Ponte Preta, Thiago Carpini garantiu força máxima no Guarani para enfrentar o líder Bragantino, nesta terça-feira, no Estádio Nabi Abi Chedid, a partir das 21h30, em duelo válido pela 33ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Em entrevista coletiva antes do último treinamento em Campinas, o treinador assegurou que a escalação passa pela plenitude técnica e física e descartou a possibilidade de poupar os principais jogadores pendurados de olho no clássico local - Bruno Souza, Davó, Deivid Souza, Diego Giaretta, Filipe Cirne, Jefferson Paulino, Kléver, Luiz Gustavo, Michel Douglas e Vitor Feijão estão sob alerta.

"Escalação passa por todas as condições físicas, técnicas e clínicas. São nesses três aspectos em que vou procurar levar o que tem de melhor para Bragança. Sem pensar em poupar. Não penso em cartões e na sequência do campeonato. Chegamos muito fortes nesta reta final, com boas opções e jogadores importantes à disposição", antecipou.

Carpini garante Guarani com força máxima em Bragança - David Oliveira / Guarani FC
Carpini garante Guarani com força máxima em Bragança

"Penso muito no futebol sem a bola. É mais uma ocupação de espaço para estarmos próximos e justos. Independente do adversário, é não mudar a nossa consistência de jogo. É ficar com a bola, de também tentar agredir o adversário, de construir e de finalizar bastante. Sem a bola, é muito comprometimento para marcar e ocupar os espaços. A gente segue a nossa linha como tem sido dentro e fora de casa. Então, nada muda", emendou.

XÔ, Z4!

A vitória em cima do vice-líder Sport e o tropeço dos concorrentes permitiram o aumento da distância em relação à zona de rebaixamento.

Ao término da 32ª rodada, Bugre saltou ao 13º lugar, com 39 pontos, agora seis a mais em relação ao Figueirense, primeiro da degola, e ganha respiro importante na reta final dos pontos corridos.

"Faço contas diariamente. Há quatro rodadas e 12 pontos, o primeiro da zona de rebaixamento tinha 30. Agora, tem 33. Então, o pessoal debaixo está enroscando. No returno, é muito difícil pontuar, bem mais em relação ao primeiro turno, principalmente nesta retal. Entra a parte emocional e psicológica", comentou Carpini.

"Realmente, a vitória vale muito. Chegamos forte neste momento da competição. É continuar na nossa batida. Acho que uma vitória ainda não garante a permanência. É claro que o resultado positivo em Bragança fica bem encaminhado, mas ainda há muito água para rolar. Precisamos atingir essa pontuação o mais rápido possível. Acredito que, de repente, mais uma vitória e um empate, talvez quatro pontos, para consolidar a permanência", arrematou.

QUEM JOGA?

Com Luiz Gustavo e Deivid, recuperados de lesão muscular como dúvida, o provável Guarani tem: Jefferson Paulino; Lenon, Bruno Silva (Luiz Gustavo), Diego Giaretta e Thallyson; Marcelo (Deivid), Ricardinho (Rondinelly ou Felipe Guedes), Arthur Rezende e Lucas Crispim; Davó e Michel Douglas.