Elenco, base, Carpini e carreira: Michel Alves chega ao Guarani; veja entrevista

Gaúcho de Pelotas, ex-goleiro tem missão de reconstruir elenco bugrino para 2020

por Lucas Rossafa

Campinas, SP, 28 (AFI) - Poucas horas depois de ser oficializado como novo executivo de futebol do Guarani, Michel Alves foi apresentado à imprensa, em entrevista coletiva, no Brinco de Ouro da Princesa.

O dirigente, após passagem pelo Cuiabá, mostrou-se ciente da tarefa a ser encarada em Campinas e explicou seu método de atuação.

"O Guarani é um clube de muita tradição. Sem sombras de dúvidas, é um desafio. Por outro lado, uma grande oportunidade. Venho muito consciente da missão, da história, da tradição e da responsabilidade se ter com o torcedor. Estou ciente de fazer aquilo o que é certo, trabalhando com as pessoas corretas e buscando sempre o melhor à instituição", destacou.

"É desta maneira que eu trabalho. Vou falar sempre o que acredito, não sendo, obviamente, o dono da verdade. É estar escutando e aprendendo. Convicto no que a gente quer e no que é importante ao clube", emendou.

VEJA OUTROS TRECHOS DA ENTREVISTA:

INEXPERIÊNCIA:

Michel Alves é apresentado como superintendente do Guarani - André Albuquerque / Guarani FC
Michel Alves é apresentado como superintendente do Guarani

"Eu tenho, no meio do futebol, mais de 20 anos. Sempre tive conduta. Com experiência ao longo dos anos, aprendi e tenho confiança de vir aqui e ajudar muito o Guarani. Eu sei da expectativa e estou consciente dessa responsabilidade. Há muito desejo dessa juventude em mostrar trabalho e fazer as coisas acontecerem"

BASE:

"Não haja dúvida (de utilizar as categorias de base). Isso é super importante. Agora é preciso ter capacidade para jogar no profissional dentro do entendimento da comissão. Se puder utilizar jogadores da base, com condição de jogar e com estrutura mental para aguentar a pressão, é ótimo. É excelente. São ativos do clube importantes"

ELENCO:

"Eu penso que é nesse caminho (discutir contratações com Carpini). Estou à frente do Departamento de Futebol, mas conversei, desde o início, sobre a possibilidade de compartilhar opiniões e buscar. O técnico tem a sua maneira e o estilo de jogadores que lhe interessam. Não adianta trazer quem não se encaixa neste perfil, pois, fatalmente, teremos problemas. Este acúmulo de atleta pode gerar nos problemas desnecessários. Vai acontecer? Talvez, sim. Não vamos acertar sempre, mas temos de minimizar"

CARPINI:

"O Carpini teve êxito. Conquistou o que muitos outros não conseguiram. É porque era o momento dele. As coisas acontecem assim no futebol. Às vezes, não se explica o futebol"

CRISE POLÍTICA:

"Eu cheguei aqui há quatro horas. Eu não tive suficiente para isso. São muitos assuntos, né. Já há evento na segunda-feira. Não tenho conhecimento afundo para falar sobre isso. Penso que não seria prudente falar por não ter entendimento do que vai acontecer. Estou no dia a dia para estar por dentro"