Guarani perde processo de lateral-esquerdo do Botafogo-SP e é condenado a pagar R$ 119 mil

Com 26 jogos e um gol marcado, Pará defendeu o Bugre na última edição da Série B

por Lucas Rossafa

Campinas, SP, 04 (AFI) - O Guarani recebeu má notícia na última semana ao ser condenado a pagar R$ 119.075,21 a Pará, atualmente no Botafogo-SP, em virtude de dívidas do ano passado, período no qual era comandado pelo ex-presidente Palmeron Mendes Filho.

O valor cobrado pelo lateral-esquerdo, com 26 jogos e um gol pelo Bugre na última edição da Série B, diz respeito aos pagamentos do salário de novembro, 13º, férias proporcionais (de maio a novembro) e FGTS - o clube deve recorrer.

Guarani é condenado a pagar mais de R$ 119 mil a Pará - Letícia Martins / Guarani FC
Guarani é condenado a pagar mais de R$ 119 mil a Pará

O atleta foi contratado, à época, mediante empréstimo junto ao Cruzeiro para ser dono da posição, haja vista a irregularidade apresentada por Marcílio na campanha do título na Série A2 do Campeonato Paulista.

Na ocasião, o time de Belo Horizonte foi o responsável pela quitação da maior parte dos vencimentos. A Raposa, na última semana, também foi processada pelo jogador.

Vale lembrar que trata-se da segunda derrota bugrina na Justiça nos últimos meses. Em outubro, o ex-zagueiro Fabrício Dornellas, hoje no Paraná, ganhou ação para receber R$ 80 mil.

EM CAMPO

Prestes a se livrar do rebaixamento, o Guarani volta a campo nesta terça-feira, quando visita o líder Bragantino, no Estádio Nabi Abi Chedid, às 21h30.

O time dirigido pelo técnico Thiago Carpini, com triunfo em cima do Sport, saltou a 39 pontos, seis acima em relação à zona de rebaixamento, agora em 13º lugar.