Série B: Após primeiro Dérbi Campineiro, goleiro do Guarani celebra atuação

Com duas boas defesas, Jefferson Paulino foi um dos melhores bugrinos em campo no sábado

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 11 (AFI) - O Dérbi de número 195 entre Guarani e Ponte Preta não saiu de empate sem gols.

O placar em branco se deve, principalmente, pelo bom desempenho dos dois goleiros, os quais pararam os ataques e saíram como os melhores jogadores em campo no último sábado, em clássico disputado no Estádio Brinco de Ouro da Princesa.

Pelos lados do Bugre, Jefferson Paulino teve participação decisiva com, pelo menos, duas defesas difíceis e parou os homens de frente da Macaca - a intervenção mais complicada no arremate de Roger, no início do segundo tempo

"Fico feliz com a atuação, mas queríamos a vitória para subir na tabela. Jogamos diante de um adversário difícil e com um dos artilheiros da competição", disse.

Jefferson Paulino teve atuação decisiva no dérbi - David Oliveira / Guarani FC
Jefferson Paulino teve atuação decisiva no dérbi

JEJUM

O Bugre entrou em campo para tentar quebrar tabu de seis jogos sem vencer a Macaca. Apesar da pressão inicial, foi o adversário quem assustou no começo, sobretudo no contra-ataque, com Renato Cajá, Marquinhos e Roger, responsáveis pelas oportunidades mais claras nos 90 minutos

"Tentamos a vitória, mas sabíamos que a Ponte viria para jogar nos contra-ataque. Nossa defesa estava bem postada e tivemos algumas oportunidades de fazer o gol. Em um clássico, às vezes, decide-se nos detalhes", falou Paulino.

Após estrear no Dérbi com a camisa do Guarani, Jefferson Paulino tem mais quatro partidas pela frente para encerrar a participação na Série B do Campeonato Brasileiro.

Até o fim de novembro o time campineiro, em 14º lugar com 40 pontos, tem pela frente Vila Nova (f), Operário (c), América-MG (c) e Londrina (f).