Série B: Roberto Fonseca quer Guarani letal para conquistar "título" no dérbi

"As oportunidades no ataque precisam ser aproveitadas, pois são partidas difíceis. Temos de ser letais", cravou

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 09 (AFI) - O técnico do Guarani, Roberto Fonseca, deu uma entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira. A dois dias do dérbi com a Ponte Preta, o treinador comentou sobre escalação, clima de jogo no estádio Moisés Lucarelli e revelou que deseja dar um "presente grego" no aniversário do rival.

GUARANI QUASE DEFINIDO

Roberto Fonseca falou primeiramente do time, esperando contar com o volante Igor Henrique, que sentiu dores na coxa esquerda. Apesar de ter "80% do time definido", ele não confirmou a escalação, que segundo ele pode ter novidades.

"A gente torce para que o Igor Henrique possa jogar. Estamos treinando e espero que ela tenha confiança. Vamos ver. Há ainda mais dois dias para ter mais confiança. Espero ter todos à disposição para fazer as melhores escolhas. Tenho, no mínimo, 80% do time definido", disse.

ESTRATÉGIA DURANTE O JOGO

Preocupado com as mudanças de panoramas durante o dérbi, Roberto Fonseca disse que treinou isso com os jogadores, para que todos saibam o que fazer em cada período.

"Eu tenho trabalho muito em cima disso. Nesta semana, tentei treinar variações para que os atletas possam saber o que fazer dentro de campo e as possibilidades ao longo dentro dos 90 minutos", revelou.

Foto: Letícia Martins / Guarani
Foto: Letícia Martins / Guarani

"TEMOS DE SER LETAIS"

Outros pontos trabalhados nos treinos foram o sistema defensivo e bolas paradas.

O treinador bugrino prevê uma partida difícil, em que as chances de gols não podem ser desperdiçadas.

"Procurei construir uma defesa mais forte, ajustando as peças nos treinamentos. Eu procuro sempre passar isso ao elenco. As oportunidades no ataque precisam ser aproveitadas, pois são partidas difíceis. Temos de ser letais", cravou.

TÍTULO E PRESENTE GREGO

Com torcida única, o Guarani terá um cenário totalmente hostil no estádio adversário. Roberto Fonseca, entretanto, lembrou que enfrentou o Sport com a Arena Pernambuco lotada. Ele também comentou sobre dar um "presente grego" para a Ponte Preta e jogar como se valesse título.

"Eu já fiz algumas partidas importantes e decisões de títulos na carreira. Acredito que tenho de trabalhar como se fosse um título. A nossa torcida exige que seja assim", comentou.

"O próprio dérbi já é sinônimo de importância, vitórias e conquistas, independente da data. Porém, é sempre mais um item, entre vários, neste clássico de Campinas. Vou trabalhar para dar o presente de grego", disse em referência à data de aniversário da Ponte, 11 de agosto.

PROVÁVEL ESCALAÇÃO

O Guarani deve entrar com o seguinte time: Klever; Lenon, Luiz Gustavo, Diego Giaretta e Bruno Souza; Deivid, Ricardinho e Brunno Lima; Davó, Michel Douglas e Vitor Feijão.