Presidente do Guarani é alvo de novos protestos, agora em seu condomínio

Palmeron Mendes Filho é apontado como o principal responsável pela campanha negativa do time nessa temporada

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 22 (AFI) - O presidente do Guarani, Palmeron Mendes Filho, foi alvo na noite dessa quinta-feira de mais uma manifestação de torcedores bugrinos que pedem sua renúncia imediata.

Com faixas chamando o Presidente Palmeron de mentiroso ("Palmeron Pinóquio"), fortes palavras de ordem e soltando rojões, cerca de cem torcedores foram até a residência do dirigente, localizada no Condomínio Swiss Park, próximo a Rodovia Anhanguera em Campinas.

Depois de quase duas horas de manifestação, o movimento dos torcedores somente foi disperso após a chegada de várias viaturas da Polícia Militar.

PALMERON MENDES TEM PEDIDO DE IMPEACHMENT EM ANDAMENTO

Palmeron Mendes Filho é apontado como o principal responsável pela campanha negativa do time nessa temporada, onde o Guarani é o lanterna isolado da Série B do Campeonato Brasileiro.

Na semana passada, vários conselheiros e associados do Guarani protocolaram um pedido de impeachment de Palmeron Mendes e todos os demais integrantes do Conselho de Administração, mas o Conselho Deliberativo ainda não colocou esse assunto em discussão.

Mesmo com forte rejeição entre os associados e torcedores do Guarani, Palmeron Mendes vem se mantendo no cargo graças a uma articulação política feita com um grupo político do clube chamado "Renova", que tem sido o sustentáculo político do contestado dirigente.

Junto com o "Renova", Palmeron Mendes fez a composição da mesa do Conselho Deliberativo, o que acaba dando uma sobrevida ao limitado dirigente.

Torcedores protestam em condomínio do presidente do Guarani
Torcedores protestam em condomínio do presidente do Guarani

FUTEBOL IA BEM ATÉ PALMERON MENDES ROMPER COM PARCEIROS E BOICOTAR A EQUIPE

Depois de um início positivo em sua gestão, com o futebol fazendo sucesso, conquistando o título e o acesso na A2 de São Paulo, voltando a ter vaga na Copa do Brasil e estar indo muito bem no Campeonato Brasileiro da Série B da temporada passada, Palmeron Mendes Filho resolver romper com o pessoal que o apoiava, criando um conflito político no estádio Brinco de Ouro e, claramente, não se esforçando para que a equipe conquistasse o acesso para a Série A em 2018.

Internamente, passou a fazer ingerências para que toda a administração do futebol do clube fosse transferida para o "Grupo Magnum", que tem um compromisso judicial com o Guarani e que vem retardando o cumprimento dessa decisão da Justiça do Trabalho de Campinas.

Esse ano, apenas com o apoio de pessoas sem qualquer vivência no futebol e compromissado com o "Grupo Magnum", Palmeron Mendes Filho vem levando o Guarani a um de seus piores anos de sua história, com eliminação na primeira fase do Campeonato Paulista, outra eliminação no primeiro jogo da Copa do Brasil para o desconhecido Avenida-RS, duas derrotas frente a Ponte Preta, seu principal rival, culminante com a lanterna no Campeonato Brasileiro da Série B.

O comentário de muitos torcedores e conselheiros é que essa forma de conduzir o futebol do Guarani por parte de Palmeron Mendes Filho é proposital, já que com o futebol do clube em situação catastrófica, fica mais fácil a condução de todo o clube para uma gestão do "Grupo Magnum".