Roberto Fonseca chega ao Guarani, promete conversa com time e fala em futebol alegre

Elenco retorna aos trabalhos nessa quarta-feira sob o comando do novo treinador

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 19 (AFI) - Anunciado na semana passada como novo técnico do Guarani para a sequência da Série B do Campeonato Brasileiro, Roberto Fonseca foi apresentado nesta quarta-feira, data de retorno do elenco aos trabalhos.

Roberto Fonseca começa trabalho no Guarani nesta quarta-feira. (Foto: Letícia Martins/Guarani Futebol Clube)
Roberto Fonseca começa trabalho no Guarani nesta quarta-feira. (Foto: Letícia Martins/Guarani Futebol Clube)

Assumindo o time em penúltimo lugar no torneio com apenas cinco pontos em oito jogos, o novo comandante falou em como recuperar o elenco.

"Eu já peguei algumas situações complicadas como essa. Todo atleta profissional deve sentir esse momento ruim. Eles querem dar retorno à camisa que vestem. Há ansiedade e preocupação. Temos de resgatar a alegria e a ligação entre torcedor e equipe", afirmou Fonseca que completa: "Sempre falo que futebol se faz com alegria, responsabilidade e maturidade. Elas andam juntas e precisamos disso, mais do que nunca, neste momento delicado. A reapresentação ocorre nesta tarde. A conversa é algo que ocorre de forma natural. Após isso, vamos trocar ideias".

Roberto Fonseca quer ouvir os atletas para tentar entender porque o trabalho anterior com Vinícius Eutrópio não deu certo.

"Também gosto de ouvir os jogadores, pois sempre há algo a ser filtrado, sejam coisas positivas ou negativas. Quem vai dar um parâmetro do que ocorre é o próprio atleta. A nossa comissão técnica dialogará com eles no tempo de trabalho para poder extrair bons aspectos", prometeu.

Roberto Fonseca Júnior acompanha o pai na chegada ao Bugre. (Foto: Letícia Martins/Guarani Futebol Clube)
Roberto Fonseca Júnior acompanha o pai na chegada ao Bugre. (Foto: Letícia Martins/Guarani Futebol Clube)

Além do novo comandante, o Guarani conta agora com novo auxiliar técnico Roberto Fonseca Júnior, filho do treinador: "É um orgulho grande, porque muitos treinadores utilizam os filhos na comissão técnica. É bom e há rejeições. Ele é participativo. Não é sempre aceitador das minhas opiniões. Há troca de informações para chegarmos a um denominador", comentou o pai.

Com o novo trabalho, o elenco terá quatro dias consecutivos de treinamento - de quarta a sábado. Os três primeiros ocorrem no Exército, em Campinas, sendo dois fechados à imprensa por determinação do anfitrião. Atletas ganham descanso no domingo e retornam na segunda.