Em recuperação de lesão, atacante do Guarani volta a correr em volta do gramado

Jogador entra em nova fase do tratamento após romper o tendão de Aquiles em fevereiro

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 18 (AFI) - Após quatro meses do rompimento total do tendão de Aquiles do pé direito, o atacante Lucas Crispim do Guarani começou nova fase da recuperação. Nesta terça-feira, o jogador começou a correr em volta do gramado do estádio Brinco de Ouro.

Lucas Crispim iniciou nova fase na recuperação. (Foto: GuaraniPress)
Lucas Crispim iniciou nova fase na recuperação. (Foto: GuaraniPress)

"Em campo, constatei a contusão e já imobilizamos. O tratamento iniciou em 18 de fevereiro. No dia seguinte do duelo, confirmei a gravidade com ressonância. Solicitamos junto à FPF a substituição na lista. Começamos a fisioterapia pré-operatória para o procedimento em 3 dias", revelou Raí Alves da Cruz, coordenador do médico do Guarani, em entrevista exclusiva ao Futebol Interior.

Atacante exaltou o primeiro trote no gramado. (Foto: Reprodução/Instagram)
Atacante exaltou o primeiro trote no gramado. (Foto: Reprodução/Instagram)

A cirurgia foi feita em 22 de fevereiro, no Hospital São Luiz Itaim, no qual o coordenador é ortopedista e tem equipe médica.

Em sua conta no Instagram, Crispim exaltou o primeiro trote. O tratamento tem tido boa evolução e a expectativa é que comece a transição junto à preparação física em julho.

"Estamos muito otimistas. O atleta também. Todo o nosso Departamento Médico está mobilizado e engajado no seu tratamento. O plantel está de folga, mas o DM funciona todos os dias e o tratamento não parou", contou o coordenador.

Se isso realmente acontecer no mês que vem, a expectativa é que ele integre o elenco bugrino a partir de agosto.

Neste período de tratamento, há preocupação com a nutrição do atleta. Além disso, há análise da cicatrização do tendão e da perda muscular. Também é realizado acompanhamento psicológico, já que o processo é lento e demanda paciência.

"Vale destacar que o Lucas tem nos ajudado muito. O DM tem orgulho de conduzir a sua reabilitação. A programação para as próximas quatro semanas é adicionar a terapia por ondas de choque na minha clínica, afim de dar suporte a maior carga de trabalho a qual será submetido", afirma Raí.