Emprestado pelo Guarani ao Botafogo-PB, Passarelli fala pela primeira vez após saída

Goleiro recebeu só duas oportunidades entre os titulares desde a promoção aos profissionais

por Lucas Rossafa

Campinas, SP, 13 (AFI) - Lucas Passarelli vai, finalmente, escrever novos capítulos na carreira. O goleiro, cria das categorias de base do Guarani, acertou empréstimo ao Botafogo-PB até o término da Série C do Campeonato Brasileiro e fez um balanço de sua passagem pelo time paulista.

"Foi boa. Cresci no clube como jogador e pessoa, consegui acesso e fui campeão. O Guarani ficará sempre marcado na minha carreira. É lógico que fiquei um pouco chateado por não ter tido sequência. Eles entenderam que não era o momento para isso", declarou.

SEM ESPAÇO

A falta de oportunidades no time profissional - promovido no começo de 2015 - foi uma das razões pelas quais sempre marcaram a passagem do arqueiro no Bugre.

Neste período, foi preterido por outros concorrentes e participou de apenas dois jogos oficiais: estreia de 2018, contra o Oeste, na Arena Barueri, pela Série A2 do Campeonato Paulista, e na rodada derradeira da mesma temporada, diante do Londrina, no Brinco de Ouro, pela Série B do Campeonato Brasileiro Brasileiro.

"Quem sabe um dia eu volte a jogar no Guarani. O futebol é dinâmico. A diretoria não deu nenhuma justificativa para não ter tido chance. Eu só ouvi que outros estavam melhores preparados do que eu no momento, mesmo o Narciso (preparador de goleiro) falando que estava apto", revelou, frustrado.

Passarelli foi emprestado ao Botafogo-PB pelo Guarani até o fim da Série C - GuaraniPress
Passarelli foi emprestado ao Botafogo-PB pelo Guarani até o fim da Série C

ESCOLHA PELO BELO

Passarelli também explicou o motivo pelo qual decidiu se transferir ao Botafogo-PB, atual finalista da Copa do Nordeste - essa, aliás, não foi a primeira investida do clube de João Pessoa no arqueiro.

"Trata-se de um clube com estrutura muito boa. Está em crescente no cenário brasileiro, principalmente com Evaristo Piza e Thiago Carpini. Nós trabalhamos juntos no Guarani e eles sabem do meu profissionalismo", explicou.

"Já havíamos conversado com o Botafogo-PB no ano passado. Quando soube do interesse, tinha dado o aval ao meu empresário, mas algo de errado aconteceu lá e a minha saída não deu certo. Porém, o mais importante é que fechamos. Estou muito feliz com esse novo desafio", assegurou.

FALTA DE RITMO?

Apesar de ainda não ter atuado nesta temporada, o goleiro garantiu estar preparado para disputar a posição no Belo.

"Sem dúvidas, estou pronto. Sempre fui muito profissional em questões de treinamento. Me dediquei ao máximo, independente da situação. Sempre me senti pronto para, quando o treinador precisar de mim, eu estar em forma", explicou.

AGRADECIMENTO

Apesar de certa chateação pela falta de chances, Passarelli deixou uma mensagem à torcida do Guarani - vale destacar que ele desembarcou no Brinco de Ouro da Princesa em 2010, com 13 anos.

"Gostaria de dizer que me esforcei ao máximo para honrar essa camisa tradicional. Nas partidas em que estive em campo, tentei representar a torcida da melhor forma. Deixo o meu agradecimento. Eles sempre me apoiaram e torceram por mim. Isso é um até logo", encerrou.