Após derrota 'vergonhosa' no dérbi, Guarani demite o técnico Osmar Loss

Com a derrota fora de casa, o bugre segue com 14 pontos e está eliminado de forma precoce no Grupo B

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 16 (AFI) - Osmar Loss não é mais técnico do Guarani. Após a derrota por 3 a 0 para a Ponte Preta no dérbi 193, o presidente Palmeron Mendes Filho se reuniu com o Conselho de Administração ainda no vestiário do estádio Moisés Lucarelli e rescindiu com o treinador de 43 anos.

O apoio da cobertura do DÉRBI 193 foi de da Acácia Auto Peças e Pizza do Dadá.

PERDEU METADE DOS JOGOS

Ele deixa o clube com quatro vitórias, dois empates e seis derrotas (metade dos 12 jogos disputados por ele), eliminações precoces na Copa do Brasil e no Campeonato Paulista, além da dura goleada para o rival. Venceu dois grandes no Paulistão - Corinthians (2 a 1) e São Paulo (1 a 0) ,mas perdeu para seu maior rival.

“Fizemos uma rápida reunião agora, todo o Conselho de Administração, o pessoal de futebol, e infelizmente acabou o ciclo de Osmar Loss, precisamos começar o projeto para a Série B. Foi uma derrota vergonhosa. Vergonhosa!

Está na hora de mudança e na quarta-feira o Marco Antônio assume como interino. Vamos buscar um novo nome no mercado”, avaliou o presidente em tom ríspido, visivelmente irritado.

NOVO RUMO

A Série B do Campeonato Brasileiro já tem tabela básica divulgada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e começa na segunda quinzena de abril. A estreia será contra o Figueirense no estádio Brinco de Ouro, em Campinas.

“O nosso objetivo do ano é o acesso pra Série A. Esse era o momento para a troca de treinador. O Guarani não pode estacionar nos quatorze pontos, tinha que estar batendo nos vinte pontos. O Loss se dedicou muito, mas não conseguiu atingir o trabalho”, completo Palmeron, avaliando o trabalho de Loss.

Após derrota 'vergonhosa' no dérbi, Guarani demite o técnico Osmar Loss ainda no vestiário
Após derrota 'vergonhosa' no dérbi, Guarani demite o técnico Osmar Loss ainda no vestiário

Com a derrota fora de casa, o Guarani segue com 14 pontos e está eliminado de forma precoce no Grupo B, já que o Novorizontino tem 19 e o Palmeiras 22, faltando apenas uma rodada. Na próxima quarta-feira, às 21h30, o clube enfrenta o Red Bull Brasil no Brinco de Ouro com o técnico Marco Antônio como interino. Ainda não há um ‘plano B’ no mercado.

DEMISSÃO OPORTUNISTA GERA CRÍTICAS
A demissão de Osmar Loss, ainda nos vestiários, foi apenas uma forma de esconder a grande crise política que vive o Guarani, onde o presidente Palmeron Mendes Filho está na eminência de sofrer um processo de impeachment.
Palmeron corre risco de impeacheament
Palmeron corre risco de impeacheament

Escolhido de forma estranha para comandar o Guarani em 2019, já que Loss não tem perfil de dirigir equipes profissionais, o treinador não vinha fazendo um bom trabalho, e a torcida queria sua cabeça de algum tempo, principalmente após a eliminação na Copa do Brasil para o modesto Avenida-RS.

FORA DA COLETIVA E NOTA ZERO

"É assim que se demite um profissional que foi bancado pelo próprio presidente contra toda a torcida e opinião pública? E ainda não deixá-lo participar da entrevista coletiva.

Foi uma decisão oportunista para que todos parem de pensar em tudo que está acontecendo de errado dentro do Guarani.

Faltou respeito ao profissional e o ser humano Osmar Loss. Nota zero para toda a direção do Guarani", analisou o comentarista Valdemir Gomes ao microfone da Rádio Bandeirantes de Campinas.