LUTO! Ex-volante do Guarani morre com suspeita de malária africana

O jogador de 33 anos é naturalizado e defende a seleção de Guiné Equatorial

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 08 (AFI) – O futebol brasileiro recebeu uma triste notícia, na manhã desta segunda-feira. O volante Claudiney Rincón, de 33 anos, que já teve passagem pelo Guarani, faleceu na madrugada desta segunda-feira, no Hospital Regional de Sorocaba, onde estava internado desde sábado. A causa da morte não foi confirmada, mas suspeita-se de que ele estava com malária africana. O enterro será nesta terça-feira, na Ofebas, também em Sorocaba.

Natural de Porecatu, no interior paranaense, o veterano teve como último clube o Avenida-RS, que disputa a divisão de acesso gaúcha. Apesar de ser brasileiro, ele se naturalizou como cidadão de Guiné Equatorial, país que também fala português.

O jogador defendeu a seleção do país africano no início de junho. Primeiro, no amistoso contra Togo (derrota por 1 a 0). Depois, pelas Eliminatórias Africanas para a Copa do Mundo de 2014, quando Guiné perdeu do Cabo Verde, por 2 a 1, e empatou com a Tunísia, por 1 a 1.

Antes desta aventura por Guiné Equatorial, Rincón rodou por vários clubes. Entre eles, muitos paulistas. O jogador defendeu Santo André, Paulista, São Bento, Guarani e São Bernardo. Mais recentemente, ele atuou por ASA, Macaé-RJ, Itabaiana-SE e Avenida-RS.

Risco de epidemia
Agora, há um temor de que a doença possa se alastrar pelo território nacional. Isso porque outro jogador que defendeu Guiné Equatorial, o goleiro Danilo, do Alecrim-RN, também foi contaminado pela doença. Ele está internado na Unidade de Tratamento Intensivo do Hospital Giselda Trigueiro, na zona Oeste de Natal.

A última convocação da seleção africana contou com vários outros brasileiros. Entre eles, os meias Judson (São Bernardo) e Dio (Saad-MS), e os atacantes Jônatas Obina (Ferroviária) e Ricardinho (São Bernardo).

Nena também defendeu Guiné Equatorial

Muitos outros jogadores brasileiros também já defenderam a seleção daquele país. O atacante Nena, do Guarani, é um deles. Os outros são o zagueiro Neto (Barretos), o zagueiro Florian Claudino (São Bento) e o lateral William (Grêmio Osasco).

Malária
A malária é uma doença transmitida pela picada das fêmeas de mosquitos do gênero Anopheles, enconstradas em países como Brasil, China e Índia, além de extensa região da África. Segundo a Organização Mundial da Saúde, a malária mata 3 milhões de pessoas por ano, uma taxa só comparável à da Aids, e afeta mais de 500 milhões de pessoas todos os anos. Não há vacina com a doença, que só pode ser tratada.

 
 
" />