BOMBA! Guarani apresenta herói do tetra como técnico nesta segunda

O treinador vinha trabalhando no Sobradinho-DF e será o substituto de Zé Teodoro

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 27 (AFI) – Após especular Cristóvão Borges e Geninho, o Guarani deve confirmar seu novo treinador, nesta segunda-feira. Após muitas reuniões neste domingo, o Bugre chegou a um acordo com o ex-lateral Branco, que estava comandando o Sobradinho-DF. Para oficializar o negócio, falta apenas a assinatura do contrato.

Isaías (foto) e Negrão conduziram o negócio

Durante todo o dia, o presidente Álvaro Negrão e sua diretoria executiva ficaram reunidos, na tentativa de acertar com um novo treinador. O primeiro nome a surgir foi o de Cristóvão Borges, ex-Vasco, mas que recusou a proposta. Os interesses em Geninho, Hélio dos Anjos e Roberto Fonseca também não se concretizaram.

Negão e o gerente de futebol Isaías Tinoco foram quem conduziram as negociações com Branco. Eele é aguardad, na tarde desta segunda-feira, no Estádio Brinco de Ouro, quando será apresentado. Logo depois, viajará para a capital paulista, onde participará do programa Bem Amigos!, do Sportv.

Nova carreira
Ainda iniciando na carreira de treinador, o ex-lateral é considerado um dos mais promissores no mercado brasileiro, principalmente quando o assunto é trabalhar com jovens jogadores. Tanto que nos últimos dias ele vinha sendo especulado para assumir a coordenação das categorias de base da Seleção Brasileira, função que cumpriu em 2006.

Branco estava no Sobradinho

Após se aposentar em 1998, o ex-jogador atual como coordenador técnico do Fluminense, onde conquistou o título da Copa do Brasil de 2007 e o vice da Libertadores de 2008.

Como treinador, Branco teve uma boa passagem pelo Figueirense, no primeiro semestre de 2012. Ele chegou para a disputa do Catarinense, mas deixou o clube, após a perda do título estadual. Foram 26 jogos no comando do clube, com 14 vitórias, seis empates e seis derrotas. Neste ano, ele assumiu o Sobradinho para o Brasiliense.

Carreira brilhante
Não há como falar de Branco, sem citar sua grande carreira como jogador. Por muitos anos, ele foi o dono da camisa 6 da Seleção Brasileira e antecessor de Roberto Carlos. Com a "Amarelinha", fez 72 jogos e anotou nove gols. O mais importante deles foi nas quartas-de-final da Copa do Mundo de 1994. Com sua tradicional "patada", soltou uma bomba de cobrança de falta e garantiu a vitória por 3 a 2 sobre a Holanda. O Brasil foi à semifinal, passou pela Suécia e foi campeão sobre a Itália.

Ele foi decisivo em 1994

Além da Seleção, o ex-lateral atuou em grandes clubes de todo o mundo. Revelado no Internacional, ele defendeu Fluminense, Brascia-ITA, Porto-POR, Genoa-ITA, Grêmio, Corinthians, Flamengo, Middlesbrough-ING, MetroStars e Mogi Mirim.

O agora técnico foi campeãopor onde passou. Na Seleção, também levantou o caneco na Copa América de 1989. Além disso, foi campeão gaúcho no Inter (1981); tricampeão carioca (1983, 84 e 85) e campeão brasileiro (1984) no Flu; campeão gaúcho no Grêmio (1993); e campeão português no Porto (1989-90).

 
 
" />