Torcida organizada do Guarani perde a paciência com o presidente

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 29 (AFI) – A maior torcida organizada do Guarani, Fúria Independente, perdeu a paciência com as últimas atitudes do presidente Leonel Martins de Oliveira, principalmente após a partida deste domingo, quando o time venceu o Catanduvense, por 3 a 0, e se manteve na Série A2 do Campeonato Paulista.

Confira:
LUTO: Morre no Rio um dos papas do jornalismo brasileiro

Após o confronto, alguns integrantes da torcida foram até os vestiários para conversarem sobre a péssima campanha do Bugre na Série A2 e também contra a atual diretoria. O presidente pediu para que eles esperassem do lado de fora por um tempo. Segundo um dos integrantes, Leonel Martins de Oliveira demorou cerca de 30 minutos para sair do vestiário e virou as costas para os torcedores, sem dar satisfação.

“Após o jogo fomos até a porta do vestiário e pediram para aguardarmos. Mas nos deixaram meia hora esperando e ele deixou o vestiário virando as costas para nós, mostrando a sua arrogância de sempre. Não aconteceu nenhuma agressão física, mas ele foi mais uma vez bastante criticado, pois não teve humildade para dar satisfação aos torcedores”, declarou um dos integrantes da Fúria Independente.

A atual diretoria vem sendo bastante criticada pelos torcedores do Guarani, principalmente com o presidente Leonel Martins de Oliveira. A intenção é fazer um protesto contra os dirigentes, que não reconhecem o apoio dos torcedores nas arquibancadas.

“Ontem foi a gota d’água, pois foi mais uma demonstração de desrespeito com a torcida, que sempre se mostrou ao lado do clube. Incentivamos durante os 90 minutos apesar da péssima campanha e o que ele faz é não respeitar a torcida. Não estamos satisfeitos com o Leonel, que acha que pode fazer tudo e não dar satisfação para ninguém”, finalizou um dos integrantes da torcida.