Paulista A3: Treinador deixa o Guaçuano

Contra o São José "B", a equipe já foi comandada pelo interino Márcio Zambaldi

por Agência Futebol Interior

Mogi Guaçu, SP, 17 (AFI) - A má campanha realizada pelo Guaçuano dentro do Campeonato Paulista da Série A3, onde conquistou apenas duas vitórias, tem assustado a torcida do Mandi. Para piorar a situação, o bom treinador João Batista deixou o clube após não se entender com a direção do mesmo.

A diretoria por sua vez, é a grande responsável pelo momento vivido pela equipe dentro da competição. Correndo sérios riscos de rebaixamento, a má fase é reflexo da pré-temporada realizada, que deixou a desejar, assim como as contratações para o estadual.

No banco de reservas, após a saída de Tuca Guimarães, João Batista chegou com a responsabilidade de tirar o clube da zona da degola e o salva-lo de cair para a Segundona. Com ele, veio também o retrospecto de ter conquistado o acesso à Série A3 com o clube de Mogi Guaçu, em 2011. Vale lembrar que o comandante já dirigiu outras fortes equipes no interior paulista, como Itapirense, Matonense e Grêmio Barueri.

Em seu último compromisso pelo Mandi, conquistou a vitória por 2 a 1 contra o América, dando esperança a torcida do clube, no entanto, mesmo com o resultado positivo, deixou o comando do Guaçuano.

Já na rodada seguinda, a 12ª, a equipe foi novamente derrotada, desta vez, pelo São José “B”, por 3 a 1, comandada pelo interino Márcio Zambaldi. Com nove pontos, o clube está na penúltima colocação a frente somente do Noroeste com seis pontos e a três da primeira equipe fora do Z4, o São Carlos.

 
 
" />