Após 'assalto' no Morumbi, Grêmio pedirá anulação do jogo contra São Paulo

O time gaúcho criticou duramente a arbitragem do empate sem gols diante do Tricolor Paulista

por Agência Futebol Interior

Porto Alegre, RS, 18 (AFI) - O Grêmio não ficou satisfeito com a atuação da arbitragem, comandada por Rafael Traci, no empate sem gols diante do São Paulo. Por meio de nota oficial, o Tricolor Gaúcho informou que acionará CBF pedindo anulação da partida. O clube contestou muito a inatividade do VAR em lances polêmicos.

"O resultado do jogo não refletiu a partida. O Grêmio foi flagrantemente prejudicado, embora os critérios: pênaltis, cartões e critérios de avaliações. Sem falar no VAR, novamente omisso. Deslegitimou, desacreditou a arbitragem e o crédito do futebol brasileiro pelo antecedente da influência do São Paulo na troca do quadro arbitral. Chega. Sem mais mais espaços para imoralidades", disse Bolzan, logo após o duelo.

Curiosamente, Raí e Alexandre Pássaro, dirigentes do São Paulo, estiveram na CBF na última quinta-feira, quando reclamaram de erros contra o São Paulo. Na reunião, Rafael Traci foi escalado como árbitro e Rodolpho Toski, que teve atuação criticada no empate do time paulista contra o Fortaleza, foi substituído por Elmo Alves Resende Cunha.

"O que houve aqui foi um assalto! Assalto! Assalto! Assalto! O Luiz Fernando sofreu uma falta de expulsão, vergonhosa, do Daniel Alves, como o Alisson já tinha recebido uma falta que o tirou praticamente do jogo. Com a complacência do árbitro, sem que tomasse uma atitude, porque já estava condicionado", disse o vice do Grêmio, Paulo Luz.

Grêmio só empatou com o São Paulo
Grêmio só empatou com o São Paulo
"Ele (Rafael Traci) veio para São Paulo condicionado. Por isso, estamos muito indignados e tomaremos todas as atitudes formais, cabíveis junto à CBF e comissão de arbitragem. E esperamos que tenham condições, não de reparar este erro, porque os dois pontos já estão perdidos, mas, daqui para frente, agir com isenção, correção e estabelecer justiça para todos os 20 participantes do Campeonato Brasileiro", completou.

Confira a nota oficial do Grêmio:

Na manhã deste domingo, em face à arbitragem desastrosa e danosa do jogo contra o São Paulo, ocorrido na noite de ontem (sábado), após a concessão da troca do quadro arbitral, o Presidente Romildo Bolzan Jr comunica que pedirá a anulação da partida bem como investigação da reunião realizada entre membros da CBF com a parte arbitral que motivou a mudança na escala do árbitro do VAR.

Equívocos, descritérios, erros e a omissão do VAR em lances capitais da partida colocam a arbitragem brasileira sob suspeição.