Gaúcho: Com ajuda remota de Renato, Grêmio faz treino físico em 'raias'

As divisões foram utilizadas para deixar os jogadores separados durante as atividades físicas

por Agência Estado

Porto Alegre, RS, 12 (AFI) - Ainda sem previsão sobre quando serão realizados os trabalhos com bola, o elenco do Grêmio deu sequência aos treinos físicos nesta terça-feira, no CT Luiz Carvalho, com os jogadores divididos em seis grupos, sendo que três fizeram atividades no período da manhã e os outros três à tarde.

As sessões foram realizadas a partir das 9h, 9h30, 10h, 14h, 14h30 e 15h, com os jogadores chegando a cada cinco minutos. Essa é apenas uma das medidas para evitar a propagação do coronavírus. E os atletas fizeram exercícios aeróbicos, divididos em "raias", para manter o distanciamento.

O dia também foi de celebração do aniversário de 25 anos do meio-campista Thaciano, ainda que à distância. "Meu sentimento é de felicidade, por estar completando mais uma estação e estar onde as pessoas gostam de mim. Estou muito feliz de retornar às atividades e ver todo o esforço que o Clube tem feito na preparação para nos receber e essa estrutura que está nos proporcionado, isso é de total felicidade", disse.

Os trabalhos seguem sem a presença do meia-atacante Diego Souza, que testou positivo para o coronavírus, e também de Renato Gaúcho, que continua no Rio, pois faz parte do grupo de risco à covid-19 por ter passado recentemente por cirurgias cardíacas.

Com isso, as atividades seguem sendo comandadas por Alexandre Mendes. O auxiliar técnico explicou que o contato com o treinador é constante, com busca por atualizações e detalhes dos trabalhos. Assim, ajuda remotamente na preparação dos treinos.

"Eu falo com o Renato pelo menos três vezes na semana, não só sobre os treinamentos, mas pela nossa amizade. É importante que ele tenha direcionado toda a maneira que temos que nos adequar ao trabalho, nos colocarmos em relação aos jogadores. Ele procura saber de cada jogador, é muito rígido e estamos sempre o atualizando, até quando a gente aumenta a intensidade ou inova qualquer tipo de trabalho. A participação dele é importante também no sentido de organização. Ele procura organizar, interagir com o Departamento Médico e os profissionais que estão trabalhando diretamente com os jogadores para buscar o melhor para cada um", disse.

O auxiliar gremista também apontou que o foco dos treinamentos vem sendo recuperar o condicionamento físico dos atletas. "Avalio da melhor maneira possível. Temos que viabilizar ao máximo para os atletas, para que não percam o condicionamento. Nós fizemos as testagens e estavam em nível razoável, claro que vai melhorar. O atleta que trabalha com nível de excelência precisa estar em atividade, da forma que for. Principalmente quando tem um profissional, da qualidade que nós temos aqui, para orientá-los. Está sendo benéfico e, com certeza, teremos ganhos, mais à frente, em relação a esse trabalho", afirmou.