Sem dores, zagueiro treina e deve reforçar o Grêmio na quarta-feira

No CT Luiz Carvalho, o defensor treinou sem demonstrar qualquer sinal de dor

por Agência Estado

Porto Alegre, RS, 07 - De volta aos trabalhos após empatar sem gols com o Corinthians, no sábado, o Grêmio contou com uma novidade importante no treino desta segunda-feira. O zagueiro Pedro Geromel participou do treino normalmente e mostrou que poderá voltar à equipe gaúcha na partida desta quarta, contra o Ceará, no estádio Centenário, em Caxias do Sul.

SEM DOR

No CT Luiz Carvalho, o defensor treinou sem demonstrar qualquer sinal de dor. Afastado do time há um mês, ele se recuperou de uma lesão no músculo adutor da coxa direita.

E integrou uma das equipes, com os jogadores que não atuaram os 90 minutos no sábado, no coletivo desta segunda. Eles enfrentaram a equipe sub-19 do clube gaúcho.

O retorno do defensor no treino do Grêmio. (Fotos: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)
O retorno do defensor no treino do Grêmio. (Fotos: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

TIME ESCALADO

O time principal foi escalado com Brenno; Thaciano, Paulo Miranda, Geromel e Juninho Capixaba; Michel, Rômulo, Luciano, Patrick e Pepê; Tardelli.

O goleiro Paulo Victor reforçou a equipe da base para enfrentar o poder de fogo do ataque do time principal.

Aqueles que foram titulares no fim de semana fizeram apenas trabalho físico na academia.

SEM PREVISÃO

Uma das possíveis apostas do Grêmio na Copa Libertadores, o meia Jean Pyerre esteve no gramado e apenas correu, ao lado do fisioterapeuta Gustavo Cardoso.

O clube não divulga uma previsão de retorno do jogador ao time. A expectativa da torcida é que ele esteja em condições de enfrentar o Flamengo no jogo da volta da semifinal, no dia 23, no Maracanã.

DESFALQUES

Jean Pyerre não será o único desfalque do Grêmio para o jogo de quarta, pelo Brasileirão. Everton, Matheus Henrique e Kannemann são baixas certas porque estão integrados com as seleções brasileira e argentina, respectivamente.

BAIXAS

Em entrevista coletiva nesta segunda, o volante Maicon minimizou as baixas. "Não vão ser todos os jogos que o professor vai escalar a mesma equipe. Até porque a cada três dias tem um jogo. Fica impossível jogar todos os jogos. Estamos tranquilos.

Os jogadores que foram para seleções estão se destacando aqui. Vamos sentir falta deles, mas temos outros para suprir aqui", comentou o jogador, um dos capitães da equipe.