Jogadores do Grêmio comemoram vantagem, mas avisam: "Não tem nada ganho"

O Imortal venceu por 2 a 0 e agora pode perder por até um gol de diferença em Curitiba

por Agência Futebol Interior

Porto Alegre, RS, 14 (AFI) - O Grêmio deu um importante passo rumo a final da Copa do Brasil na noite desta quarta-feira ao ganhar do Athletico-PR, por 2 a 0, na Arena do Grêmio. Os jogadores sabem disso, mas evitam fazer qualquer comemoração antecipada.

"O time todo está de parabéns pela entrega, todo mundo lutou, todo mundo correu. Foi um jogo difícil, contra um adversário muito qualificado. É uma boa vantagem, mas não tem nada resolvido. Jogar lá é sempre complicado e sabemos da força deles", disse o capitão Pedro Geromel.

O meia Jean Pyerre explicou o gol marcado diante do Athletico-PR (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)
O meia Jean Pyerre explicou o gol marcado diante do Athletico-PR (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)
Eleito pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) como o melhor jogador da partida, o volante Matheus Henrique seguiu a mesma linha do companheiro.

"Sabemos que Copa é diferente, pois é uma decisão de 180 minutos. Nos primeiros 90 a gente deu um grande passo para conseguirmos a classificação. Mas respeitamos o Athletico e sabemos que não tem nada ganho", afirmou Matheus Henrique.

EXPLICA O GOL, JEAN PYERRE
Ovacionado pelos torcedores ao ser substituído por Thaciano, o meia Jean Pyerre explicou como foi o segundo gol gremista. Em cobrança de falta, o camisa 21 mandou rasteiro por fora da barreira e viu a bola bater na trave antes de entrar.

"Fui feliz na batida. Sabia que se conseguisse passar a bola por fora da barreira o Santos teria dificuldades para chegar. Procuro treinar e pude ajudar o Grêmio fazendo o gol", comemorou Jean Pyerre.