Após desencantar no Brasileirão, Tardelli critica arbitragem de jogo do Grêmio

Já o zagueiro Maurício Ramos minimizou o lance que originou tanta reclamação por parte dos gremistas

por Agência Estado

Porto Alegre, RS, 05 (AFI) - O VAR continua provocando polêmica no Campeonato Brasileiro. Após o empate por 3 a 3 diante da Chapecoense, na noite desta segunda-feira, os jogadores do Grêmio deixaram a arena do clube criticando a arbitragem de Felipe Fernandes de Lima, que havia assinalado um pênalti, já nos minutos finais, de Maurício Ramos em cima de Kannemann, mas acabou voltando atrás com a ajuda do recurso de vídeo.

O argentino, inclusive, deixou o gramado sem falar com a imprensa. Atitude seguida por vários jogadores, como o volante Maicon, que sequer cumprimentou os torcedores ao final da partida, ato comum em jogos na Arena do Grêmio. Um dos poucos a falar com a imprensa foi o atacante Diego Tardelli, que marcou seu primeiro gol no Brasileirão pelo Grêmio.

ESTAVA ANSIOSO

"Fui feliz em antecipar o defensor e fazer meu primeiro gol no Brasileirão. Admito que estava ansioso.

Fico feliz em poder marcar e ajudar minha equipe, mas infelizmente a vitória acabou não vindo", disse Tardelli, que ainda aproveitou para criticar a arbitragem.

"Fica difícil comentar. Não temos como costume falar do assunto. Infelizmente a arbitragem pecou um pouco no jogo de hoje (segunda-feira), completou.

Após desencantar no Brasileirão, Tardelli critica arbitragem de jogo do Grêmio
Após desencantar no Brasileirão, Tardelli critica arbitragem de jogo do Grêmio
MENOS..

Já o zagueiro Maurício Ramos minimizou o lance que originou tanta reclamação por parte dos gremistas, que chegaram a rodear o árbitro. Um dos mais exaltados foi o próprio técnico Renato Gaúcho.

"Contato existe no futebol. O Kannemman deixou o corpo e acabou encostando. Futebol é contato. Juiz acertou no lance e está de parabéns. Conseguimos um ponto importante para Chapecoense", falou Maurício Ramos.

Com o resultado desta segunda-feira, o Grêmio está na 13ª colocação, com 17 pontos, a três da zona de classificação à Libertadores. Na degola, a Chapecoense tem dez.