Ganhando embalo, Grêmio aposta em parada para recuperar lesionados

Geromel e Maiocn, que se lesionaram no aquecimento do jogo contra o Botafogo e sequer entraram em campo, aumentam a lista de desfalques

por Agência Estado

Porto Alegre, RS, 13 - Após um fraco início do Brasileirão, o Grêmio vai para o recesso da competição em momento favorável, que pode se estender ao fim da Copa América.

Vindo de duas vitórias seguidas, algo inédito em sua campanha até agora, o time comandado por Renato Gaúcho quer aproveitar a interrupção do campeonato nacional para recuperar sua lista de lesionados.

A relação, que já era considerável, ganhou peso na noite de quarta, há poucos instantes do início do duelo contra o Botafogo, no Engenhão. Antes da vitória por 1 a 0, o treinador perdeu o zagueiro Pedro Geromel e o volante Maicon durante o aquecimento.

OUTRAS BAIXAS
Eles reforçaram a lista que já contava com Kannemann, Paulo Miranda, Marcelo Oliveira, Matheus Henrique, Luan e Everton.

É com estes jogadores que o clube espera retornar ao Brasileirão, ao fim da disputa da Copa América. "Garantir todos é impossível, mas diria que provavelmente, sim. Se não 100%, muito próximo. Depende de uma série de fatores, mas essa parada vem bem a calhar", afirma o diretor de futebol do Grêmio, Alberto Guerra.

Kannemann é um dos lesionado que Renato pretende recuperar. (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)
Kannemann é um dos lesionado que Renato pretende recuperar. (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

MAIS TRANQUILIDADE
O retorno destes jogadores deve dar maior tranquilidade a Renato Gaúcho, que vem atribuindo a irregularidade da equipe às seguidas baixas.

"Ninguém tem seis, sete, oito desfalques, só o Grêmio. Temos um grupo, mas o entrosamento não é o mesmo", comenta.

"Jogamos com tantos desfalques, é algo normal. O mais importante foi a vitória. Fizemos uma grande partida contra o quarto colocado."

VITÓRIA COM BAIXAS
Mesmo com os desfalques, o time gaúcho derrotou o Botafogo por 1 a 0, no Engenhão, em sua última partida antes da interrupção do Brasileirão. O treinador exaltou a força do elenco.

"Não foi superação. Enfrentamos o quarto colocado e dominamos a partida. Além da posse de bola, criamos inúmeras oportunidades. O Botafogo criou uma, que o Paulo Victor defendeu. Eu tenho um grupo. Hoje foi um pouco de tudo, mas não deixamos nossa maneira de jogar. O Grêmio veio aqui cheio de desfalques e controlou o jogo", comentou.

O resultado deixou a equipe gaúcha na 11ª colocação, com 11 pontos. O time pode perder posições no decorrer desta rodada, nesta quinta-feira.