Série D: Barueri ao estilo amador acerta com ex-técnico de clube da Segundona

O novo comandante foi apresentado nesta terça-feira e já realizou o primeiro treino junto à equipe

por Agência Futebol Interior

Barueri, SP, 05 (AFI) - O Grêmio Barueri vem de mal a pior no Campeonato Brasileiro da Série D. A Abelha parece que não aprendeu nada, mesmo depois da campanha pífia que fez na Série C da temporada passada, quando acabou rebaixada. Após perder as duas primeiras rodadas na Quarta Divisão nacional, a diretoria optou por “promover” o até então técnico Paulo Fernandes para o cargo de coordenador técnico e contratou para tentar colocar o clube na briga pela classificação na próxima fase um treinador que acabara de ter sua saída definida de uma equipe da Segunda Divisão do Campeonato Paulista. Trata-se de Eder Silveira.

A opção de fechar com um treinador que estava em um time da Segunda Divisão Paulista é no mínimo arriscada, ainda mais pela pouca experiência na profissão, já que tem apenas 33 anos. O Grêmio Barueri coloca tudo em jogo e corre sério riscos de ficar com calendário reduzido no próximo ano, caso não consiga o acesso, o que dificilmente vai acontecer, pelo planejamento feito para a disputa da Série D.

Éder, o primeiro da direita, é o novo técnico do Grêmio Barueri
Éder, o primeiro da direita, é o novo técnico do Grêmio Barueri

Os números e a saída de Paulo Fernandes é a prova disso. O Grêmio Barueri é o último colocado e a única equipe que não pontuou no Grupo 7, que conta com adversários como Tombense, Operário-MT, Luziânia e Goianésia. De favorito, a Abelha virou mero coadjuvante, em uma chave modesta, ficando longe do futebol de uma equipe que até pouco tempo estava na divisão de elite do Brasileirão e disputando diretamente o título do Campeonato Paulista, fato que aconteceu em 2010, quando caiu nas semifinais pelo Santo André. Na época, o time era chamado por Grêmio Prudente.

A história do Grêmio Barueri é recheada por confusões, passando por mudanças de sedes e de nomes, o que reflete no futebol demonstrado dentro das quatro linhas. A tamanha desorganização está evidente na permanência de uma comissão técnica que deixou a equipe mais distante, a cada rodada, de lutar pela classificação para a próxima fase da Série D, e apostando em um técnico aparentemente desconhecido.

APRESENTAÇÃO
Eder Silveira foi apresentado nesta terça-feira pelo gerente de futebol do clube, Alesandro Belcorso, junto ao diretor Narciso, já que o Presidente Alberto Ferrari está no hospital se recuperando de uma apendicite. Após a apresentação, o comandou um treino técnico em campo reduzido com os atletas que não jogaram toda a partida contra o Goianésia, na cidade goiana.

“Depois de duas partidas sem vencer, em um campeonato de tiro curto, com oito rodadas na primeira fase, era a hora de ter uma mudança. Então a diretoria se reuniu, apresentei alguns pontos importantes e resolvemos trazer um treinador. Lembrando que o Paulo não se desligou do clube, ele permanece em outro cargo, que é a coordenação técnica, onde irá fazer outra parte, buscando novas parcerias para o clube fora do campo”, tentou explicar o gerente de futebol.

Natural de Atibaia, Eder Silveira jogou futebol e se aposentou no clube de sua cidade, onde começou também sua trajetória fora dos gramados.

“Eu sou de Atibaia, parei como jogador de futebol lá e depois comecei no cargo de auxiliar técnico do Sub-20, no ano seguinte como auxiliar do profissional, passei pelo Joséense, pelo Itapirense, tive uma passagem de um ano nos Estados Unidos, para treinar categorias menores, do Sub-12 até o Sub-18, voltei de lá e fui para o Velo Clube, como auxiliar técnico do profissional, passei pelo Guarani de Minas, antes de voltar para o Atibaia, reestruturando o trabalho da base e agora colhendo os frutos, após quatro anos de Atibaia, do Sub-13 ao Sub-20, assumi o profissional no ano passado e quando ficamos muito próximos do acesso para a Série A3, e este ano comecei o trabalho. Mas quando recebi o convite do Barueri, aceitei para poder desenvolver o meu trabalho aqui”, disse o novo treinador, de 33 anos.

Com menos de uma semana para preparar o time que irá viajar para Tombos-MG, para enfrentar o Tombense, no próximo sábado, às 16h, no Estádio dos Tombos, em Tombos (MG).

Pelo Grupo 6, o Tombense é o líder com seis pontos, mesma pontuação do Operário, segundo colocado, e seguido por Luziânia (3), Goianèsia (3) e Grêmio Barueri, com zero.

 
 
" />