Sem destaques do ano passado, Goiás tenta se reorganizar com velhos conhecidos

Após perder jogadores fundamentais para a boa campanha de 2019, o Alviverde investe na reformulação

por Agência Futebol Interior

Goiânia, GO, 07 (AFI) - Décimo colocado no último Campeonato Brasileiro, o Goiás não terá vida fácil para repetir a boa campanha em 2020. A equipe do técnico Ney Franco perdeu nomes importantes no elenco, em especial o volante Léo Sena, que foi para o Atlético-MG, e o atacante Michael, que está no Flamengo.

O time busca uma mescla de juventude com experiência e confia em jogadores rodados como o goleiro Tadeu, o zagueiro Rafael Vaz, o centroavante Rafael Moura e o volante Sandro, principal contratação para a temporada. Aos 31 anos, o ex-volante do Tottenham e da Seleção Brasileira retornou ao futebol nacional após dez anos atuando na Europa.

Apesar de contar com um elenco mais velho, o Goiás chega descansado para o Campeonato Brasileiro já que é uma das equipes que menos jogou entre os 20 times da Série A. O time de Ney Franco disputou apenas dez partidas oficiais em 2020 pelo Campeonato Goiano até a paralisação da temporada e ocupava a terceira posição no estadual com cinco vitórias, quatro empates e duas derrotas.

Victor Andrade é um dos destaques do Goiás
Victor Andrade é um dos destaques do Goiás
VOLTANDO!
Como o Campeonato Goiano só vai retornar em 2021, a estreia no Brasileirão marca o retorno do Goiás aos gramados após cinco meses, o que pode ser uma desvantagem no início contra equipes com mais ritmo de competição.

"Não só o nosso desafio, mas o de todos, que é jogar sem torcida, sem aquele clima do jogo. Nós jogadores adoramos esse ambiente de torcida, de rivalidade, então esse é o fator que vai pesar um pouco para todos, não só para o Goiás", disse Victor Andrade.

TIME BASE: Tadeu; Juan Pintado, Fábio Sanches, Rafael Vaz e Jefferson; Sandro, Ratinho e Daniel Bessa; Keko, Rafael Moura e Victor Andrade.