Após goleada, presidente do Goiás não garante permanência de treinador

Maurício Barbieri ainda não sabe se vai permanencer no comando do Verdão para a disputa do Brasileirão

por Agência Futebol Interior

Goiânia, GO, 15 (AFI) - A goleada sofrida para o Atlético-GO, por 3 a 0, no último domingo, na partida de ida da final do Campeonato Goiano, deixou o clima pesado no Goiás. E pode sobrar para o técnico Maurício Barbieri.

Em entevista concedida nesta segunda-feira à Rádio Sagres 730, de Goiânia, o presidente Marcelo Almeida não procurou entrar em detalhes, mas admitiu que Maurício Barbieri tem defeitos como treinador e deixou no ar a possibilidade de mudanças para o Brasileirão.

"É uma pergunta de 1 milhão de dólares (se o treinador fica para o Brasileiro). É difícil responder isso agora. Não posso pensar de forma impensada. É uma extremamente educada, fácil de lidar, mas como todo mundo tem seus defeitos. Vamos ver o que pesa mais: as qualidades ou os defeitos", afirmou o mandatário.

O técnico Maurício Barbieri (ao centro) não tem permanência garantida no Goiás para o Brasileirão (Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás)
O técnico Maurício Barbieri (ao centro) não tem permanência garantida no Goiás para o Brasileirão (Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás)
NÚMEROS

Ex-treinador de Red Bull Brasil, Guarani, Desportivo Brasil e Flamengo, Maurício Barbieri chegou ao Goiás no início de dezembro do ano passado depois de Ney Franco não renovar o vínculo mesmo após o acesso à elite do Campeonato Brasileiro.

Sob o comando de Maurício Barbieri, o Goiás teve 13 vitórias, 2 empates e 3 derrotas. Finalista do Campeonato Goiano, o Verdão foi eliminado precocemente na segunda fase da Copa do Brasil ao cair para o CRB, nos pênaltis.

A partida de volta da final acontece no próximo domingo, às 16 horas, no Olímpico Pedro Ludovico, com presença apenas de torcedores do Goiás. O Verdão precisa vencer por pelo menos quatro gols de diferença para ser campeão, já que uma vitória por três de vantagem leva a decisão para os pênaltis.