Série B: Preocupado com arbitragem, Marcelo Almeida quer reunião na CBF

O mandatário esmeraldino pediu apoio da Federação Goiana de Futebol (FGF)

por Agência Futebol Interior

Goiânia, GO, 07 (AFI) - Não são só CSA, Avaí, Londrina, Ponte Preta e os demais concorrentes diretos que preocupam o Goiás na luta por uma vaga no G4 do Campeonato Brasileiro da Série B. O presidente Marcelo Almeida se mostrou receoso com a arbitragem nesta reta final.

Assim como aconteceu recentemente, quando os presidentes do Avaí e da Federação Catarinense de Futebol (FCF) foram até a sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para pedir atenção com a arbitragem nas últimas rodadas, Almeida pretende se reunir com presidente da Comissão de Arbitragem, Coronel Marinho.

O presidente Marcelo Almeida não esconde a preocupação com a arbitragem nesta reta final
O presidente Marcelo Almeida não esconde a preocupação com a arbitragem nesta reta final
"Eu tenho medo que nesta final apareça algumas assombrações para nos prejudicar. Eu quero encontrar com soldado, cabo, coronel, tenente, tenente-coronel, general... Falo isso porque sei que o presidente da comissão de arbitragem é coronel. Quero ir lá e conversar com ele. Uma visita cordial para dizer que estou aqui", disse o mandatário à Rádio 730, de Goiânia.

A suada vitória sobre o Sampaio Corrêa, por 1 a 0, na última segunda-feira, deu mais tranquilidade ao Goiás na luta pelo acesso. Faltando apenas três rodadas, o Verdão é o terceiro colocado, com 57 pontos, três a mais que o Londrina, primeiro fora do G4.

Nesta sexta-feira, o Verdão vai até Curitiba enfrentar um desmotivado Coritiba, no Couto Pereira. Depois, o time vai até Barueri jogar contra o Oeste e encerra diante do Brasil de Pelotas, em Goiânia.

 
 
" />