Série B: Após jogadores criticarem Nordeste, Goiás presta homenagem nas redes sociais

O Esmeraldino afirmou que não punirá ninguém pelo ocorrido, mas tratou de fazer as pazes com a região brasileira

por Agência Futebol Interior

Goiânia, GO, 09 (AFI) – O Goiás tentou jogar panos quentes nas declarações, através das redes sociais, do volante Elyeser e do meia Léo Sena. Após o resultado do primeiro turno da eleição, os atletas atacaram o nordeste por ter levado Haddad ao segundo turno. O Esmeraldino afirmou que não punirá ninguém pelo ocorrido, mas tratou de fazer as pazes com a região brasileira.

A última segunda-feira foi o dia do nordestino e o Goiás acabou fazendo uma homenagem, com uma montagem com os jogadores Caíque Sá, Victor Ramos, Gilberto Júnior e Maranhão. Eles estão usando o chapéu de cangaceiro, um símbolo da região.

Homenagem feita pelo Goiás nas redes sociais
Homenagem feita pelo Goiás nas redes sociais
“Léo Sena e Elyeser, antes de serem jogadores de futebol, são cidadãos brasileiros que respondem pelos seus atos e são conscientes dos atos que praticam. Não cabe ao clube fazer qualquer tipo de punição ou conversa em relação a isso que foi colocado. A democracia pressupõe que a pessoa pode se expressar da maneira que quiser, arcando com as consequências. Cada um deve responder plenamente pelos atos que cometem”, disse Mauro Machado, vice-presidente do clube, à Rádio Sagres 730.

Os jogadores não se pronunciaram após a polêmica, que gerou inúmeras críticas por parte de alguns torcedores. O caso aconteceu em um péssimo momento, já que o clube busca o acesso à Série A do Brasileiro. O Esmeraldino é o vice-líder, com 50 pontos, cinco na frente do Guarani, quinto colocado.

 
 
" />