Após Aparecidense, outro time goiano demite jogadores e funcionários

O Goianésia confirmou dispensa de todo seu plantel, assim como o time de Aparecida de Goiânia

por Agência Futebol Interior

Goiânia, GO, 22 (AFI) - Os times do Campeonato Goiano estão se desmantelando. Após o Aparecidense, foi a vez do Goianesia anunciar a demissão de jogadores e funcionários. Apesar da decisão, o próprio presidente, Marco Antônio Maia, lamentou.

"Ficamos chateados, porque a partir de hoje praticamente 45 famílias desempregadas. Tivemos que rescindir contrato com todos, já que não temos previsão para quando começa a Série D e achamos que isso ainda vai ter mais dois ou três meses. Esperamos que não, mas temos que fazer uma projeção mais pessimista. Fizemos uma reunião entre todos, chegamos a um acordo com todo mundo e agora estamos fechando as portas, pagando as contas e vamos aguardar o desenrolar dessa crise", disse à Rádio Sagres.

Goianésia dispensou todo seu elenco
Goianésia dispensou todo seu elenco

O presidente ainda falou sobre a continuação do torneio ainda em 2020: "Espero que o campeonato termine, o Pitta foi muito feliz em garantir que vai terminar de uma forma ou de outra e acho que tem que ser decidido na bola. Esse resultado poderia ser mudado no mata-mata, alguns times iriam se sobressair e outros não, então por justiça esse resultado não deve prevalecer”, concluiu.

SITUAÇÃO
O Goianésia está na quarta colocação do Campeonato Goiano, com 15 pontos, oito do líder Atlético. Hoje, o clube estaria na Série D do Brasileiro de 2021.