Time da Série C aposta em técnico com 9 jogos de experiência

Por 13 anos, o agora treinador foi auxiliar de Givanildo Oliveira e Hélio dos Anjos

por Agência Futebol Interior

Catalão, GO, 15 (AFI) – A diretoria do Crac decidiu aposta em um técnico desconhecido para tentar se reabilitar no Campeonato Brasileiro da Série C. Trata-se de Marcelo Rocha, de apenas 43 anos, que terá sua primeira experiência fora do futebol do Nordeste. Ele substitui Hemerson Maria, que saiu para assumir o Avaí na Série B.

Rocha ao lado de Hélio dos Anjos

O treinador iniciou na carreira apenas no final do ano passado, quando foi convidado para assumir o Central-PE. Ele foi demitido estranhamente depois de apenas quatro jogos na Patativa, com duas vitórias, um empate e uma derrota. Em seu lugar, entrou Ricardo Oliveira

Ainda durante o Pernambucano, Rocha foi contratado pelo Salgueiro. E mais uma vez o treinador teve um trabalho relâmpago. Foram apenas cinco jogos no comando do Carcará do Sertão, desta vez com mau retrospecto: três derrotas, um empate e uma vitória. A vaga foi ocupada por Marcelo Chamusca.

Antes de se arriscar na carreira de treinador, o ex-atacante de Sport e Santa Cruz – defendeu ambos na década de 90 - foi auxiliar técnico por muito tempo. Foram nada menos que 13 anos atuando na função, sendo dois como escudeiro de Givanildo de Oliveira e 11 com Hélio dos Anjos.

No Crac, o técnico terá dois grandes desafios. O primeiro será tirar o time goiano da lanterna do Grupo B, onde possui apenas um ponto em dois jogos. O segundo será finalmente conseguir completar um trabalho longo em um clube, já que sua experiência na função limita-se a nove partidas.

 
 
" />