Com acessos e títulos na carreira, Vitor Hugo volta a analisar propostas para 2018

Treinador tem história nos Estaduais de Goiás e São Paulo, que estão entre os mais competitivos do país

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 15 (AFI) - O técnico Vitor Hugo (foto) está de volta ao mercado. O experiente treinador tem conversado com pessoas ligadas ao futebol e não vê a hora de voltar a trabalhar. Com acessos e títulos ao longo da carreira, Vitor Hugo acredita que possa acrescentar muito em seu próximo clube, ainda mais neste momento em que os Campeonatos Estaduais entram na reta final.

"Posso dar a experiência que os dirigentes procuram e os clubes pedem neste momento de decisão. Conheço bem o futebol nacional e tenho a calma necessária para colaborar em campo. Aproveitei cada oportunidade que tive e, agora, não será diferente. Prometo muito trabalho", disse o treinador ao site Grande Área.

"Costumo vestir a camisa. Fui muito feliz em dois estados que são competitivos e fortes como Goiás e São Paulo. Mas estou atento a todas as oportunidades no futebol nacional", completou Vitor Hugo.

Experiência goiana!
Vitor Hugo conhece bem o futebol goiano. Em 2016, ele obteve, além do acesso, o título e de forma invicta ao levar o Rio Verde à elite do Goianão. Foram 12 partidas, com 9 vitórias e 3 empates, tendo a melhor campanha em todos os aspectos, já que obteve o melhor ataque com 28 gols e a melhor defesa com sete gols.

O trabalho do treinador no estado de Goiás é de grande respeito. Ele já havia levado o Rioverdense à primeira divisão, após conquistar o vice-campeonato em 2005, além do vice-campeonato, em 2011, com o Itumbiara. Vitor Hugo também dirigiu outros clubes no estado como Trindade, Mineiros - em duas oportunidades -, Grêmio Anápolis e Canedense.

Além dos acessos e clubes que passou no estado de Goiás, Vitor Hugo já dirigiu mais de 30 clubes no Brasil e com alguns acessos. No Noroeste, por exemplo, são sete passagens e dois acessos. No Taquaritinga-SP, ele conquistou acesso à Série A3 do Paulista, além de dirigir Olímpia-SP, Sertãozinho-SP, Cene-MS, Barretos-SP, Goytacaz-RJ, Moto Clube-MA, Gama-DF, em três oportunidades, Brasiliense-DF, Uniclinic-CE, América-SP, Bandeirante-SP, Bacabal-MA, Legião-DF, União Rondonópolis-MT, Castanhal-PA, Tapajós-PA, entre outros clubes.

 
 
" />