GAÚCHO: Grêmio enfrenta Brasil de Pelotas para confirmar jejum de sete anos

O Xavante precisa de uma vitória por pelo menos cinco gols para conquistar o título estadual que não vem desde 1919

por Agência Futebol Interior

Pelotas, RS, 07 (AFI) - Só uma catástrofe faz com que o Grêmio não encerre o jejum de títulos no Campeonato Gaúcho neste domingo. Sem ganhar o estadual há sete anos, o Tricolor está com a faca e o queijo na mão diante do Brasil de Pelotas. Os dois times se enfrentam na tarde deste domingo, no Estádio Bento de Freitas, pelo segundo jogo da decisão.

No domingo passado, Grêmio e Brasil de Pelotas fizeram a primeira partida da final da Arena do Grêmio e o Tricolor deixou o título bem encaminhado ao golear por 4 a 0 em uma tarde inspirada de Everton, autor de dois gols. Ramiro e Alisson também deixaram suas marcas.

Assim, o Imortal pode até perder por três gols de diferença neste domingo que fica com o título, enquanto o Brasil de Pelotas precisa vencer por pelo menos cinco de vantagem. Diferente das quartas de final e da semifinal, o gol fora não vale como critério de desempate. Assim, qualquer vitória xavante por quatro gols leva a decisão para os pênaltis.

O Grêmio deixou o título bem encaminhado ao ganhar do Brasil de Pelotas por 4 a 0 na Arena do Grêmio
O Grêmio deixou o título bem encaminhado ao ganhar do Brasil de Pelotas por 4 a 0 na Arena do Grêmio
Segundo maior detentor de títulos do Campeonato Gaúcho, com 36 - nove a menos que o Internacional -, o Grêmio está com o grito de "campeão" entalado na garganta há sete anos. O jejum do Brasil de Pelotas. A última e única vez que o Xavante conquistou o estadual foi em 1919.

AS CAMPANHAS!
Uma das gratas surpresas neste Gauchão, o Brasil de Pelotas terminou a primeira fase na liderança isolada, com 21 pontos em 11 jogos - seis vitórias, três empates e duas derrotas. O Xavante sofreu para eliminar o São Luiz nas quartas de final - empatou na ida por 1 a 1 e venceu na volta por 2 a 1 - e na semifinal passou pelo São José nos pênaltis depois de dois empates por 1 a 1.

Como disputou o Mundial de Clubes em dezembro do ano passado, o Grêmio concedeu um período de férias aos seus principais jogadores e nas primeiras rodadas do Gauchão usou o chamado "time de transição", que não foi bem e deixou o Tricolor até mesmo ameaçado de rebaixamento.

Com a volta dos principais jogadores, o Imortal demorou um pouco para engrenar e só foi garantir a classificação na última rodada ao vencer o rival Internacional, terminando em sexto lugar, com 16 pontos. Nas quartas de final, o Grêmio passou pelo Colorado - ganhou de 3 a 0 na ida e perdeu de 2 a 0 na volta - e na semifinal eliminou o Avenida - ganhou de 3 a 0 na ida e empatou 1 a 1 na volta.

OS TIMES

O técnico Renato Gaúcho não tem problemas para o jogo decisivo do Campeonato Gaúcho. Apesar de não participarem do treinamento da última sexta-feira, o zagueiro Kannemann, o lateral-esquerdo Bruno Cortez, o meia Ramiro e os atacantes Everton e Jael vão para o jogo. O capitão Pedro Geromel está novamente à disposição depois de defender a Seleção Brasileira nos amistosos contra Rússia e Alemanha.

Já o Brasil de Pelotas ainda não está definido para o confronto decisivo. Temendo levar outra goleada, o técnico Clemer estuda "povoar" o meio-campo com as entradas de Toty ou Souza. Assim, Calyson ou Valdemir ficam com as vagas ameaçadas entre os titulares.

Ficha Técnica

Brasil

Brasil
0 x 3
Grêmio

Grêmio

Fase
Final
Rodada
2ª rodada
Data
08/04/2018
Horário
16h00
Local
Bento Freitas - Pelotas (RS)
Árbitro
Leandro Vuaden

Renda
Não divulgada
Assistentes
José Eduardo Calza e Leirson Peng Martins

Público
Não divulgado
Cartões Amarelos
Brasil: Leandro Leite
Grêmio: Jael

Cartões Vermelhos
Brasil: Leandro Leite
Gols
Grêmio: Cícero 35' 2T, Alisson 39' 2T, Léo Moura 44' 2T
Brasil
Marcelo Pitol; Ednei, Leandro Camilo, Heverton e Bruno Collaço (Rafael Dumas); Leandro Leite, Calyson, Valdemir, Mossoró (Souza) e Alisson Farias; Lourency (Léo Bahia).
Técnico: Clemer.
Grêmio
Marcelo Grohe;
Léo Moura, Pedro Geromel, Kannemann e Bruno Cortez;
Maicon, Arthur, Ramiro (Alisson), Luan (Cícero) e Everton;
Jael (Thonny Anderson)
Técnico: Renato Gaúcho.
 
 
" />