Presidente explica situação financeira do Gama-DF e busca ajuda para pagar salários

Weber Magalhães afirmou que atrasos chegam a sete meses; elenco anunciou greve nesta segunda-feira

por Sérgio Porto

Brasília, DF, 26 (AFI) - O presidente do Gama, Weber Magalhães, respondeu ao contato mantido pelo Portal Futebol Interior e falou sobre a situação do clube e também das providencias que estão sendo tomadas para resolver as pendências financeiras com os atletas da equipe, que anunciaram paralisação das atividades nesta segunda-feira.

Weber Magalhães começou citando as dificuldades que o clube enfrentou para um apoio financeiro que foi buscar na Europa. “Com todas estas dificuldades que estamos enfrentando no mundo inteiro, com esta pandemia da Covid-19, a busca por soluções ficou cada vez mais difícil. Tivemos que buscar apoio para conseguirmos entrar na Espanha e manter os contatos para angariarmos recursos financeiros para resolver as questões do clube. Ainda, como se trata de um aporte financeiro de outro país, as dificuldades aumentaram ainda mais".

"Não conseguimos ainda receber a parcela inicial do dinheiro que estamos esperando. Enquanto isso, estamos buscando outras alternativas. Uma delas era no Governo do Distrito Federal. Ainda não recebemos resposta do Banco de Brasília sobre nossa solicitação e qual valor vai ser repassado. Tivemos a promessa do Governo do Distrito Federal em nos ajudar nesta batalha em busca de recursos. O banco ainda não nos respondeu qual vai ser a ajuda financeira”, disse Weber Magalhães.

Weber Magalhães falou ao Portal Futebol Interior sobre salários atrasados no Gama
Weber Magalhães falou ao Portal Futebol Interior sobre salários atrasados no Gama

EXPLICOU

Sobre a situação dos jogadores terem paralisado as atividades em busca de receberem seus salários, Weber afirmou que expôs a situação do clube aos jogadores e espera resolver as pendências o quanto antes.

“Mantivemos contato com os atletas e colocamos a eles nossa situação. Temos um horizonte de até o final da semana, ou no máximo, o início da outra semana para repassarmos aos atletas os valores que estamos devendo. Entendo a situação deles, pois estão sendo acima de tudo, muito profissionais e buscando dentro de campo o objetivo que é levar o Gama para alcançar o objetivo de classificação na Série D".

"Sabemos dos problemas que eles estão enfrentando porque a diretoria, comissão técnica e atletas estão junto diariamente e temos um excelente relacionamento e vemos a união do grupo gamense. Estamos de forma incansável buscando a solução financeira para resolver esta questão”, disse o presidente gamense.

ATRASOS CHEGAM A SETE MESES

Weber Magalhães explicou o que está em aberto com atletas e funcionários do clube e o que tem sido feito neste período.

“Temos em aberto com os atletas sete meses de salários, dentre estes quatro meses que estivemos parados por causa da pandemia. Procuramos dar uma ajuda de 30% a todos, quando recebemos um aporte da CBF. Ainda, no início dos trabalhos e há uma semana atrás, foram pagas duas folhas de salários. Também estamos ajudando os atletas que estão no hotel, com alimentação e também gasolina para seus veículos. A diretoria do clube está buscando resolver os problemas imediatos de todos. Se não tivéssemos fazendo nada, será que os atletas continuariam jogando e fazendo esta campanha extraordinária e inédita nesta série D?”, disse o mandatário gamense.

O Gama tem a melhor campanha da quarta divisão nacional, com 25 pontos conquistados em 27 disputados. Um aproveitamento de 92,6% e já está virtualmente garantido na próxima fase da competição com cinco rodadas de antecedência. E ainda, tem o melhor desempenho de todas as equipes das competições das série A, B, C e D do Brasileiro.