Série D: Após bicampeonato estadual, Gama se reapresenta e técnico pede reforços

O treinador do Gama afirmou que conversou com a diretoria e precisa de reforços

por Sérgio Porto

Brasília, DF, 02 (AFI) - O Gama comandada pelo técnico Vilson Tadei conquistou no sábado o bicampeonato do Distrito Federal, após vencer o arquirrival Brasiliense no tempo normal por 2 a 0 e depois nas cobranças de penalidades máximas, ganhou por 4 a 3 e levantou a taça de campeão candango em homenagem ao narrador Marcelo Ramos, falecido devido a pandemia do Covid-19.

PROBLEMAS FORA DE CAMPO

O clube passou por problemas fortíssimos fora de campo, como salários atrasados, com isso cinco atletas deixaram o clube. Somente o volante Tarta saiu em comum acordo com a equipe, pois foi emprestado ao Juventude de Caxias do Sul. Já Balotelli, Luquinhas e Jéferson Maranhão foram parar no arquirrival Brasiliense. O goleiro Rafael Copeti foi para o Pelotas/RS.

Mas nada disso tirou a alegria e a competitividade do alviverde do Distrito Federal. Tendo no gol o experiente Rodrigo Calaça, na zaga o zagueiro Émerson que inclusive atuou pela seleção brasileira, no ataque o experiente Nunes, artilheiro do Brasil nos regionais com 13 gols marcados, foram peças importantes no time.

O zagueiro Émerson, minutos antes de entrar em campo no sábado diante do Brasiliense, disparou que: “Aqui não jogamos por dinheiro, temos amor a este clube. Vamos lutar até o fim e seremos campeões”, disse o zagueiro ex-Botafogo, Coritiba e Atlético Mineiro.

PENSAR NA SÉRIE D

O técnico Vilson Tadei, em entrevista à Rádio Sara Brasil, destacou que: “Perdemos vários jogadores importantes, mas fiz tudo para valorizar os que ficaram aqui. Eu disse para eles que tínhamos condições de reverter o placar do primeiro jogo e isso acabou acontecendo. Destaquei para o David Souza e o Éverton que eles seriam o nosso grande trunfo. Eles no segundo tempo estavam jogando bem na minha frente. Eu sabia aonde a bola iria e fui orientando onde eles podiam atuar. Agora é pensar na série D”, disse o comandante gamense.

REFORÇOS

O treinador do Gama afirmou que conversou com a diretoria e precisa de reforços, como por exemplo, um volante, um meio campista e até um atacante. Foram as posições que tiveram as saídas de atletas. O Gama se reapresenta nesta quinta-feira visando a estreia no grupo A6 da série D, frente ao Atlético de Alagoinhas da Bahia, fora de casa dia 19 ou 20 de setembro.