Rogério Ceni volta a ver Fortaleza prejudicado pela arbitragem

A principal reclamação do treinador foi a não expulsão do zagueiro Léo ainda no primeiro tempo

por Agência Futebol Interior

Fortaleza, CE, 13 (AFI) - O Fortaleza encerrou o jejum de vitórias e deixou a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro na última quarta-feira ao bater o Cruzeiro, por 2 a 1, na Arena Castelão, pela nona rodada, mas nem por isso o técnico Rogério Ceni deixou de reclamar da arbitragem.

LANCE POLEMICO
O lance que gerou revolta entre os tricolores aconteceu ainda no primeiro tempo, quando Léo chegou atrasado em uma disputa de bola no meio-campo e acabou acertando Romarinho. O árbitro catarinense Heber Roberto Lopes mostrou apenas o cartão amarelo para o zagueiro cruzeirense.

"Para um árbitro ter convicção, ele tem que ir olhar no vídeo. Eu acho que, para equipes como o Fortaleza, o VAR não está sendo justo. Está havendo diferentes critérios para utilização do equipamento. Para mim, o lance era claro de cartão vermelho", afirmou Ceni.

O técnico Rogério Ceni voltou a criticar a arbitragem no Brasileirão
O técnico Rogério Ceni voltou a criticar a arbitragem no Brasileirão

VITÓRIA VALIOSA
A vitória sobre a Raposa foi extremamente importante para o Fortaleza ir para a pausa no Brasileirão mais tranquilo, já que vinha de três jogos sem vitória e duas derrotas seguidas.

Com dez pontos, o time cearense passou o próprio Cruzeiro na tabela de classificação.

Na volta do Brasileirão, o time comandado por Rogério Ceni vai ter pela frente o Avaí, na Arena Castelão, pela décima rodada. A data ainda não foi definida pela CBF.