Cearense: Após título da Série B, Ceni tenta levantar taça estadual pelo Fortaleza

A intenção na Copa do Brasil é avançar às quartas de final - o time tricolor entra na competição nas oitavas

por Agência Estado

Fortaleza, CE, 21 - Rogério Ceni está próximo de colocar o segundo troféu em seu currículo como técnico. Campeão brasileiro da Série B com autoridade no ano passado, o ex-goleiro comanda o Fortaleza neste domingo, às 16 horas, contra o Ceará, no Castelão, e pode até perder por um gol de diferença - ganhou por 2 a 0 no primeiro jogo da decisão - para faturar título do Campeonato Cearense.

A euforia da torcida pela proximidade da conquista se mistura com apreensão. O sucesso do trabalho faz aumentar o assédio sobre o treinador. A semana que antecedeu ao jogo comprovou o momento positivo do técnico. O Atlético-MG consultou Rogério Ceni para ocupar o lugar de Levir Culpi. O treinador não quis conversa antes da decisão do Estadual. A situação irritou o presidente do Fortaleza, Marcelo Paz.

Rogério Ceni (Foto: Divulgação)
Rogério Ceni (Foto: Divulgação)
"Considero absolutamente normal qualquer valorização do trabalho do Rogério Ceni, que ele receba uma proposta. O que não acho normal é não procurar o Fortaleza. Ninguém falou comigo. É uma abordagem errada, em um momento errado", afirmou.

O treinador afastou qualquer possibilidade de sair antes da final do Campeonato Cearense assim que venceu o primeiro jogo da decisão.

Ainda sob os efeitos da vitória por 2 a 0, quando sua equipe foi muito superou ao Ceará de Lisca, Rogério Ceni afirmou que estava "trabalhando no Fortaleza e feliz" e que não tinha "nenhuma proposta".

NÃO VAI SER FÁCIL!
O presidente do Fortaleza espera continuar com Rogério Ceni e avisa aos interessados: existe multa rescisória.

"Negociamos isso no momento da renovação no ano passado. Quem quiser contratar o Rogério tem de pagar um valor, assim como teremos de pagar se quisermos demiti-lo", revelou, sem dizer qual o preço para levá-lo.

"Pretendo ficar com o Rogério Ceni pelo menos até o final do ano. A continuidade traz uma melhoria natural. Agora ele conhece melhor o clube, seguramos muitos jogadores da Série B e todos já entenderam o método de trabalho dele", continuou Marcelo Paz, que está muito satisfeito com o trabalho do ex-goleiro.

TABU QUEBRADO
O comportamento da torcida corrobora com o dirigente. Rogério Ceni superou um início de temporada irregular e vive uma lua de mel com os torcedores. A vitória sobre o rival serviu para o amor só aumentar. Foi a primeira vez que o Fortaleza superou o Ceará com o treinador no comando. Antes haviam sido seis jogos, com três derrotas e três empates.

BOA FASE
O ex-goleiro soma dez jogos invicto, sendo que não sofreu gols nos últimos cinco. Tem chances reais de confirmar o título estadual e uma enorme possibilidade de ser campeão também da Copa do Nordeste. Está na semifinal do torneio - enfrenta o Santa Cruz, em partida única no Castelão - e, do outro lado, estão Botafogo-PB e Náutico, equipes que integram a Série C do Campeonato Brasileiro.

Coincidentemente, o momento atual é oposto ao vivido por Rogério Ceni na final do Cearense no ano passado. Após perder os dois jogos para o Ceará e ficar sem o título, o treinador ficou ameaçado até de demissão. A vitória sobre o Guarani na estreia da Série B foi determinante para sua manutenção.

"Perder o terceiro jogo é sempre fatal", comentou o treinador em entrevista ao Estado do ano passado.

METAS PARA 2019
No fim, ele foi campeão e conseguiu o acesso à elite do futebol brasileiro. Nesta temporada, o treinador atingiu os objetivos traçados com o presidente para os dois primeiros torneios. Marcelo Paz queria o Fortaleza na final do Estadual e na semifinal da Copa do Nordeste.

O que vier agora é lucro. A intenção na Copa do Brasil é avançar às quartas de final - o time entra na competição nas oitavas - e, no Brasileirão, não ser rebaixado. Resta saber se Rogério Ceni seguirá no barco para completá-los ou se despedirá com o segundo título pelo Fortaleza.