Após empate, jogadores do Fluminense reclamam do gramado do Luso-Brasileiro

Abel Hernández, que marcou o gol tricolor, lamentou o estado ruim do gramado

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 02 - O empate não foi o melhor resultado para o Fluminense, mas o deixou em vantagem para ir à final do Campeonato Carioca. Para alguns jogadores, o gramado do estádio Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro, atrapalhou bastante, mas todos receberam bem o empate por 1 a 1 com a Portuguesa-RJ, neste domingo, pela primeira semifinal.

GRAMADO RUIM

Foto: Mailson Santana / Fluminense
Foto: Mailson Santana / Fluminense

Abel Hernández, que marcou o gol tricolor, lamentou o estado ruim do gramado. "O campo atrapalhou porque nosso time é bastante técnico. Tive duas chances no primeiro tempo e o gol não saiu, mas depois eu confirmei no pênalti", lembrou o atacante uruguaio.

Para Martinelli, o time poderia ter saído até com a vitória. "Criamos muitas chances, mas o campo deixou o jogo muito lento. Agora vamos fazer o segundo jogo no Maracanã, que é nossa casa, e temos tudo para vencer", comentou.

ROGER MACHADO DESTACA IMPORTANCIA DO ELENCO GRANDE

CONFIANÇA

A confiança também estava nas palavras do meia Paulo Henrique Ganso, que, outra vez, atuou por 90 minutos.

"Não estou satisfeito pelo empate, mas contente pela produção do time, que criou muitas chances no ataque e poderia ter vencido", disse o meia, acreditando que o Fluminense tem todas condições de confirmar a sua vaga no estádio do Maracanã.

"A vantagem do empate é pequena. No segundo jogo nós vamos esquecer isso e jogar para ganhar", concluiu.

O goleiro Marcos Felipe, outra vez, fez boas defesas e garante que vai seguir evoluindo como titular.

"Acho que vivo o meu melhor momento. Agradeço o reconhecimento do grupo e de toda a confiança em mim. Agora é seguir lutando, porque são muitos objetivos traçados pelo clube", afirmou.

DECISÃO

O segundo jogo da semifinal será disputado no próximo domingo, no Maracanã, às 16 horas. Por ter melhor campanha, o Fluminense pode até empatar. A Portuguesa-RJ precisa vencer para ir à decisão, provavelmente, contra o Flamengo, que no sábado fez 3 a 0 em cima do Volta Redonda, fora de casa, e abriu grande vantagem para o segundo jogo, marcado para o outro sábado também no Maracanã.

O meia Nenê, com 40 anos, e o atacante Fred, com 37, foram poupados para o compromisso contra o Junior Barranquilla, nesta quinta-feira, na Colômbia, pela terceira rodada do Grupo D da Copa Libertadores. A ideia do técnico Roger Machado é usar força máxima para defender a liderança.