Com início promissor no Fluminense, Evanilson celebra parceria com o meia Nenê

Para o atacante, a alegria é enorme ao balançar as redes, mas o importante mesmo é ajudar o time neste começo da temporada

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 16 - A diretoria do Fluminense sonha com a volta do ídolo Fred, mas já tem no elenco um atacante que pode cumprir bem a missão de fazer gols. Com 20 anos, Evanilson tem dado conta do recado e já é o vice-artilheiro do time no Campeonato Carioca. E se mostrou um talismã ao marcar dois de seus quatro gols em clássicos, incluindo o primeiro da vitória sobre o Vasco no domingo - o outro foi contra o Flamengo.

Para Evanilson, a alegria é enorme ao balançar as redes, mas o importante mesmo é ajudar o time neste começo da temporada. "É uma felicidade imensa de estar conseguindo marcar gols contra boas equipes, gols decisivos. O mais importante é sair com a vitória e ver que os gols estão saindo", afirmou o atacante em entrevista à FluTV.

Com início promissor no Fluminense, Evanilson celebra parceria com o meia Nenê
Com início promissor no Fluminense, Evanilson celebra parceria com o meia Nenê
O gol marcado contra o Vasco fez Evanilson superar o começo da trajetória de Fred com a camisa tricolor. Em 13 jogos, quatro saindo do banco de reservas, o atacante saído de Xerém, local das categorias de base do Fluminense, balançou as redes sete vezes. Já o ídolo fez um gol a menos em suas 13 primeiras partidas, mesmo sendo titular em todas.

DUPLA BOA
Quem está ajudando muito Evanilson a ter sucesso no Fluminense é o meia Nenê. No clássico, foi o autor da assistência para o gol do atacante.

"Eu fico feliz pelo empenho do grupo, pelo Nenê, pela achada, estou devendo um jantar pra ele. Teve duas, na outra o cara me derrubou. No treinamento, eu costumo falar para ele que gosto de fazer o facão. E hoje (domingo), que não tinha torcida, não tinha muito barulho, ele conseguiu escutar", disse.

Juntos, Nenê e Evanilson somam 10 gols nesta edição do Campeonato Carioca.

"Isso vem do entrosamento, do dia a dia, de a gente conversar, de eu saber o que ele gosta, ter essa característica muito forte. Se eu conseguir achá-lo, as chances de sair gol são grandes, tanto que aconteceu um e outro quase saiu também. Pra mim, assistência vale como gol e fico feliz dele ter marcado", comentou o meia.