Diniz critica arbitragem e diz que está 'determinado' a seguir no comando do Flu

Na tarde deste domingo, o Tricolor acabou derrotado pelo CSA, em casa, por 1 a 0

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 18 (AFI) - Depois de o Fluminense ser derrotado por 1 a 0 pelo CSA, no Maracanã, e entrar na zona do rebaixamento no Campeonato Brasileiro, o técnico Fernando Diniz, alvo de críticas dos torcedores tricolores neste domingo, ficou em situação ainda mais delicada como comandante da equipe carioca. Porém, após o confronto, ele disse que pretende seguir à frente do time e criticou a arbitragem do duelo válido pela 15ª rodada da competição.

"Foram dois pênaltis claros que o árbitro não marcou e sequer chamou o VAR. A gente não entende o critério utilizado, mas nos prejudicou novamente", afirmou o treinador, em entrevista coletiva, na qual também comentou sobre a sua situação no cargo que ocupa. "Eu vou continuar com o meu trabalho, que é correto. Estou determinado a manter o meu planejamento", avisou.

Com o resultado, o Fluminense caiu para a 17ª posição, com 12 pontos, e passou a encabeçar a zona do descenso. Capitão tricolor, o meia Ganso lamentou mais um tropeço do time e deixou o gramado aceitando as críticas dos mais de 25 mil torcedores que estiveram nas arquibancadas.

Fernando Diniz está pressionado no Flu
Fernando Diniz está pressionado no Flu
COBRANÇA
"Não tem muito o que falar. O torcedor tem razão em cobrar e a gente tem de trabalhar mais para reverter essa situação", opinou o jogador, que exaltou o peso que este jogo tinha para o Fluminense em sua luta para se distanciar dos últimos colocados. "Era um confronto direto, essencial para sair daquela briga do rebaixamento e chegar no bolo dos clubes com 17 pontos. Uma pena que não foi possível", completou.