Marcão retorna ao Fluminense como auxiliar-técnico e assume vaga de Léo Percovich

Ex-volante defendeu a equipe tricolor como jogador em 397 jogos e marcou 22 gols, em duas passagens

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 24 - O Fluminense anunciou oficialmente nesta segunda-feira que Marco Aurélio de Oliveira, o Marcão, está de volta ao clube para assumir o cargo de auxiliar-técnico permanente do time profissional. O posto ficou vago no início deste mês, quando o uruguaio Léo Percovich deixou o mesmo após ser convidado para trabalhar no Middlesbrough, da Inglaterra.

Ex-volante do Flu, Marcão defendeu a equipe tricolor como jogador em 397 jogos e marcou 22 gols, em duas passagens, sendo a primeira entre 1999 e 2005, quando foi contratado do Al-Ittihad Doha, do Catar, mas retornou ao clube carioca naquele mesmo ano e permaneceu na equipe até 2006.

Depois disso, o ex-atleta de 46 anos também desempenhou esta mesma função de auxiliar-técnico permanente entre 2014 e 2016. Como jogador, ele foi campeão carioca em 2002 e 2005, depois de ter feito parte da equipe do Vasco que faturou o Brasileirão de 1997.

Marcão foi demitido pelo Fluminense no início de 2017 e depois disso procurou de qualificar como treinador. Ele concluiu a faculdade de Educação Física e fez o curso de técnicos da CBF, obtendo a licença A concedida pela entidade. Em sua curta trajetória na função, iniciada em 2011, teve passagens por Bangu, River-PI, Bonsucesso e também atuou como auxiliar no Sport Recife.

Marcão está de volta ao Fluminense. (Foto: Lucas Merçon/ FFC)
Marcão está de volta ao Fluminense. (Foto: Lucas Merçon/ FFC)
VOLTA AO BATENTE
Depois de dez dias de folga durante este período inicial de disputas da Copa América, o elenco do Flu retornou aos treinos nesta segunda-feira. O atacante Luciano acabou não participando desta atividade após pedir para ser liberado pelo clube por causa de uma questão particular - ele foi dispensado da atividade para acompanhar uma cirurgia de sua esposa em Goiânia, mas tem sua apresentação aguardada para esta terça-feira no CT tricolor.

A permanência de Luciano do clube, porém, ainda é incerta. No último 12 de junho, ele chegou a pedir para não atuar contra a Chapecoense, no dia seguinte, em Chapecó, com o objetivo de não completar a sua sétima partida pela equipe no Brasileirão, o que inviabilizaria a sua transferência para outro time da Série A.

O atleta, assim como outros atletas do elenco comandado por Fernando Diniz, exibiu insatisfação com o atraso de salários. Ele despertou o interesse de outros clubes do País, como por exemplo o Atlético-MG, neste primeiro semestre de 2019 e poderia acertar sua ida para outra equipe nesta segunda metade do ano. O atacante pertence ao Leganés e tem contrato de empréstimo com o Fluminense até 2021, quando termina o vínculo com o clube espanhol.

A equipe carioca voltará a jogar pelo Brasileirão no dia 15 de julho, contra o Ceará, às 20 horas, no Maracanã, no confronto que fechará a décima rodada da competição.