Carioca: Antes de clássico, Cuéllar admite preocupação com boa fase do Fluminense

Ele ainda alertou o time para uma eventual formação sem Willian Arão no meio-campo

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 06 - Às vésperas do primeiro Fla-Flu do ano, o volante colombiano Gustavo Cuéllar admitiu nesta quarta-feira que a boa fase vivida pelo Fluminense neste início de temporada preocupa o Flamengo. No sábado, as duas equipes vão disputar a semifinal da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca.

Cuéllar reconheceu a preocupação em razão do bom momento do ataque do rival, que já soma 17 gols em seis jogos oficiais sob o comando do técnico Fernando Diniz, e também por conta das bobeadas recentes da defesa do Flamengo.

"Vamos ter que jogar com muita concentração, vai ser um jogo muito difícil. Sabemos que é um time de qualidade, com uma metodologia diferente. Vamos tentar sufocar eles, impor o nosso ritmo pra conseguir a vantagem. Tentar marcar gol rápido para aumentar a confiança. Mas também temos feitos bons jogos, com muitos gols", ponderou o volante.

"Temos feitos bons jogos, mas sofrido gols por falta de concentração mas já conversamos sobre isso. Temos de ter cuidado porque o Fluminense é um time de qualidade", reforçou o jogador.

MUDANÇAS?

Cuéllar alertou o time para uma eventual formação sem Willian Arão no meio-campo. Na sua avaliação, a defesa fica desprotegida sem o jogador, substituído às vezes por um companheiro de características mais ofensivas, como Diego ou Arrascaeta.

Cuéllar alertou o time para uma eventual formação sem Willian Arão no meio-campo
Cuéllar alertou o time para uma eventual formação sem Willian Arão no meio-campo
"O Arão me ajuda muito na função defensiva, tem mais capacidade de marcação. Se ele sair, vou ficar mais exposto. Mas em compensação entraria alguém com mais possibilidade [capacidade] de ataque. Se isso acontecer, temos que ficar muito concentrados na defesa suportar esse peso ao longo do jogo", avisou.

O colombiano afirmou também que o Flamengo não jogará pelo empate, apesar da vantagem no jogo único, em razão da melhor campanha na fase de grupos. "O Flamengo sempre entra em campo pensando em ganhar. Não estamos pensando no empate. Nós temos esta vantagem, mas temos de pensar nos três pontos. Se entrarmos pensando no empate, vai complicar as coisas. Sempre entramos pensando em vencer", declarou.