Léo projeta dificuldade, mas vê Fluminense capaz de estragar festa do Corinthians

"Será um jogo muito difícil. Cada time com seus objetivos", afirmou o lateral Tricolor

por Agência Estado

São Paulo, SP, 14 - O Corinthians recebe o Fluminense nesta quarta-feira preparado para festejar no Itaquerão. Afinal, depende apenas de um triunfo simples em casa para garantir o título do Campeonato Brasileiro com antecipação. Do outro lado, porém, o time carioca também tem objetivos importantes em jogo e tentará estragar a comemoração do adversário.

"A torcida vai lotar o estádio e estamos preparado para isso. Será um jogo muito difícil. Cada time com seus objetivos: um querendo ser campeão e outro se livrar totalmente do risco de rebaixamento. É cada um defendendo o seu, né? Se fossem eles na nossa posição e nós em primeiro, eles não nos deixariam ganhar", declarou o lateral Léo nesta terça.
Léo projeta dificuldade, mas vê Fluminense capaz de estragar festa do Corinthians
Léo projeta dificuldade, mas vê Fluminense capaz de estragar festa do Corinthians

Com 43 pontos, na 14.ª colocação, o Fluminense ainda corre algum risco de rebaixamento e, por isso, promete sair para o jogo no Itaquerão. "Cada um fazendo o seu papel. Vamos pensar apenas no que é melhor para o Fluminense: entrar em campo com vontade de vencer para resolver nossa situação."

Depois de perder a titularidade, Léo voltará à equipe graças à suspensão de Marlon e completará seu 50.º jogo com a camisa do Fluminense nesta temporada. "Só tenho a agradecer pela oportunidade de voltar em uma partida importante. Não tenho motivo para resmungar nessa temporada, vou completar minha meta pessoal. De 70, 75 partidas, eu queria jogar 50 e vou atingir essa marca. Considero uma média muito boa. Sou muito feliz por fazer parte desse grupo maravilhoso", celebrou.

Além de Léo, o Fluminense deve ter Reginaldo, Sornoza e Henrique Dourado como novidades na quarta. Assim, a equipe será escalada com: Diego Cavalieri; Lucas, Reginaldo, Henrique e Léo; Wendel (Marlon Freitas), Douglas, Gustavo Scarpa e Sornoza; Marcos Júnior e Henrique Dourado.