Flamengo faz exigência a clube japonês e destino de atacante segue indefinido

O clube brasileiro quer uma cláusula para compra em definitivo caso o jogador atue dez jogos seguidos.

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 11 (AFI) - A negociação para a saída do atacante Lincoln do Flamengo ganhou mais um capítulo nesta segunda-feira. Depois de o jogador ter escolhido o Vissel Kobe, do Japão, o clube brasileiro fez uma nova exigência: uma cláusula para compra em definitivo caso o jogador atue dez jogos seguidos.

Por enquanto, a proposta é de empréstimo até dezembro, com pagamento de 500 mil dólares (R$ 2,7 milhões), e compra fixada em três milhões de dólares (R$ 16,5 milhões) caso Lincoln atue em metade dos jogos do time.

Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

OUTRO INTERESSADO

O FC Cincinatti, dos Estados Unidos, quase fechou a contratação. A primeira proposta feita pelo clube americano foi considerada baixa pelos dirigentes rubro-negros, que apresentaram uma contraproposta.

Na contraproposta, o FC Cincinatti receberia Lincoln por empréstimo até julho de 2021 com uma cláusula que exigiria a compra em definitivo desde que o atacante atingisse algumas metas estipuladas, o que foi aceita pelo clube americano.

FORA DOS PLANOS

Lincoln não está nos planos do técnico Rogério Ceni e desde dezembro vem treinando com o time Sub-20. Antes, o Pafos, do Chipre, tentou a sua contratação, mas a negociação não foi concluída.


OUTRAS NOTÍCIAS: Neymar se recupera e faz 1º treino sob o comando de Pochettino no PSG:

Espaço incorporado por HTML (embed)