Diego Alves volta ao gol do Flamengo após dois meses em visita ao Athletico-PR

Diego Alves não atua desde o dia 30 de agosto, quando machucou o ombro diante do Santos e acabou substituído por César

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 28 - Foram 59 dias de espera ou 16 jogos. Na noite desta quarta-feira, às 21h30, na Arena da Baixada, o goleiro Diego Alves finalmente voltará a defender o Flamengo. Recuperado, será a grande novidade do time de Domènec Torrent em visita ao Athletico-PR pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

Diego Alves não atua desde o dia 30 de agosto, quando machucou o ombro diante do Santos e acabou substituído por César. No período, viu ainda Gabriel Batista jogar e Hugo Souza despertar como grande nome promissor. Não à toa, está renovando até 2025 com multa milionária.

O martírio de Diego Souza foi além da lesão no ombro. Ele testou positivo para a covid-19 e ainda lesionou o joelho direito nos quase dois meses sem entrar em campo. Irritou-se, sugeriu troca do preparador de goleiros e não fechou a renovação de contrato. O novo acordo, porém, está bem encaminhado e deve ser assinado com a volta a campo.

Diego Alves já havia ficado na reserva de Hugo Souza no Brasileirão, mas agora está pronto para reforçar o Flamengo em série de jogos decisivos, na Copa do Brasil, Copa Libertadores e também no Brasileirão.

Diego Alves volta ao gol do Flamengo após dois meses em visita ao Athletico-PR
Diego Alves volta ao gol do Flamengo após dois meses em visita ao Athletico-PR
Ausente do jogaço diante do Inter, no domingo, ele embarcou para Porto Alegre na segunda-feira. Trabalhou normalmente entre os titulares nesta terça-feira, no CT do Grêmio, e embarcou para Curitiba.

Além do goleiro, o atacante Bruno Henrique também deve ser titular no Paraná. Ele cumpriu suspensão diante do Inter. Com o crescimento do Flamengo na temporada, a briga pela titularidade anda acirrada e Domènec já falou que vai sofrer quanto tiver todos à disposição. Ele listou Diego, Arrascaeta, Éverton Ribeiro, Gerson, Bruno Henrique, Gabriel Barbosa e Pedro para apenas quatro vagas. Por enquanto, segue sem o uruguaio, Diego e Gabigol, ambos machucados e ainda sem "dor de cabeça".

O Flamengo nutre um sentimento de vingança após ser eliminado na semifinal de 2019 pelo oponente. Mas será um reencontro bem diferente. Ano passado ambos estavam em grande momento.

RIVAL
Desta vez o atual campeão Athletico-PR vem mal das pernas e luta para acabar com o jejum de oito jogos sem ganhar. Afundado na zona de rebaixamento do Brasileirão, a competição é aposta pelo resgate do moral.

Com a volta de Léo Cittadini, mas o desfalque do técnico Paulo Autuori, suspenso, na beira de campo, o Athletico-PR tentará espantar a má fase e se reencontrar com as vitórias.