Justiça extingue processo que quase adiou Palmeiras x Flamengo

Com a decisão, o Mengão está liberado para realizar suas atividades

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 28 (AFI) - A novela 'Palmeiras x Flamengo' conheceu um novo capítulo nesta segunda-feira. A Justiça extingui o processo que por pouco não adiou o clássico brasileiro. O juiz José Mateus Alexandre Romano, titular da 82ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro do TRT-1, não deu seguimento ao processo, aberto a pedido do Saferj, sindicato que representa atletas profissionais de futebol no Rio de Janeiro.

Curiosamente, o pedido de anulação do processo veio por parte do próprio Sindicato, decisão tomada após o anúncio de que o Flamengo precisaria ficar 15 dias em quarentena, sem treinar e viajar, fato que faria com que o clube perdesse o jogo contra Independiente del Valle na Libertadores.

O mesmo motivo levou os jogadores do Flamengo entrarem no ônibus, no último domingo, e irem em direção ao Allianz Parque, local do duelo deste domingo, antes mesmo da CBF conseguir uma liminar que permitiu a realização do embate.

Flamengo está liberado para treinar
Flamengo está liberado para treinar
DECISÃO!
“O pedido aqui foi feito em Tutela Antecipada Antecedente e com um único pedido: adiamento da partida. O interesse de agir tem que estar presente no momento da sentença. Interesse de agir se caracteriza pela necessidade e utilidade do órgão judicante se pronunciar. No momento da confirmação ou não da Tutela Antecipada Antecedente, impossível atingir a pretensão requerida no pedido da petição inicial porque a partida já se realizou, ensejando perda de objeto" disse o magistrado.

A decisão ainda cabe recurso, mas o Flamengo segue liberado para exercer suas atividades. Os bastidores entre os clubes do Brasileirão estão tensos. O Atlético Mineiro, por exemplo, pede o rebaixamento da equipe carioca por tentar se beneficiar por uma ação da Justiça.