Jesus cancela carnaval no Fla e admite: 'Em objetivos, estamos em outro patamar'

Depois da Supercopa, o Flamengo dá sequência a uma semana de decisões e finais

por Agência Estado

Brasília, DF, 16 - O técnico Jorge Jesus afirmou que o Flamengo pretende disputar todos os títulos dos campeonatos que estiver competindo na temporada de 2020. Neste domingo, o clube carioca conquistou a primeira taça do ano, a Supercopa do Brasil, ao vencer o Athletico-PR por 3 a 0, no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

"Os objetivos do Flamengo são diferentes. Mas não deixa de ser uma equipe igual a todas as outras do Brasil. Nós respeitamos muito. Estamos no mesmo nível que eles, mas felizmente, nos objetivos, estamos em outro patamar", afirmou. "Este clube obriga a quem trabalha nele a pensar alto, mas também quero dizer aos torcedores que tenham orgulho da equipe, por tudo o que fizeram no último ano. Ainda temos muito para caminhar e conquistar", emendou o treinador.

Jesus cancela carnaval no Fla e admite: 'Em objetivos, estamos em outro patamar'
Jesus cancela carnaval no Fla e admite: 'Em objetivos, estamos em outro patamar'
Depois da Supercopa, o Flamengo dá sequência a uma semana de decisões e finais. O time volta a campo nesta quarta-feira para enfrentar o Independiente del Valle, em Quito, no Equador, pela primeira partida da final da Recopa Sul-Americana, torneio que reúne o campeão da Libertadores e da Copa Sul-Americana da última temporada. O jogo da volta será dia 26, no Maracanã.

"Temos três dias para a Recopa e vamos tentar recuperar a equipe num ambiente que não conheço bem, que é a altitude. Mas o Flamengo não ganha só por ter um time de qualidade, e sim por ter toda uma estrutura", declarou Jesus.

UMA FINAL ATRÁS DA OUTRA
Antes da segunda partida decisiva da Recopa, o Flamengo ainda disputa a final da Taça Guanabara em jogo único, sábado, 18h, também no Maracanã, contra Boavista ou Volta Redonda. Diante da série de decisões, o treinador português afirmou que o feriado de Carnaval para os atletas do Flamengo será em casa.

"É uma data cultural do povo brasileiro. Já percebi isso. Nós em Portugal temos um dia de feriado. Vocês têm uma semana. Mas no futebol, quando se enquadra o calendário, temos que olhar primeiro para nossas responsabilidades. Em função do segundo jogo na Recopa, este Carnaval vai ter que deixar de existir. Vai ser mais dentro de casa".