Carioca: Entre festa e estreia na Libertadores, Flamengo encara Cabofriense no Maracanã

O time de Jorge Jesus deve poupar grande parte dos titulares na estreia da Taça Rio

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 29 (AFI) - Dividido entre a celebração pela conquista de três títulos seguidos e a perspectiva de iniciar a defesa do título da Copa Libertadores, o Flamengo estreia na Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca, com as atenções divididas, a partir das 18 horas deste sábado, no Maracanã, diante da Cabofriense.

Nas últimas semanas, o Flamengo confirmou o poderio que havia exibido em 2019 ao faturar a Supercopa do Brasil, a Recopa Sul-Americana e a Taça Guanabara, conquista que garante ao time a participação na final do Campeonato Carioca. A Taça Rio, porém, é uma oportunidade para o time encurtar esse caminho.

Afinal, se o Flamengo faturar o segundo turno, assegura a conquista do Estadual sem a necessidade de uma decisão, a não ser que tenha feito menos pontos no somatório da Taça Guanabara e da Taça Rio do que outro clube. E a busca por esse objetivo é a nova meta do time a partir deste sábado.

O Flamengo, porém, não vai utilizar a força máxima no duelo com a Cabofriense. Afinal, o elenco ganhou folga extra após faturar a taça da Recopa e estará na Colômbia na quarta-feira, para a sua estreia na Libertadores, em duelo com o Junior Barranquilla. Além disso, alguns jogadores vão descansar após disputarem várias finais em duas semanas, mesmo que alguns deles tenham sido poupados diante do Boavista, na final da Taça Guanabara.

Dos titulares, Jorge Jesus relacionou apenas o volante Willian Arão e Gabriel. Os demais serão poupados. A formação, contudo, só deverá ser conhecida momentos antes da partida. "Essas decisões em 10, 15 dias, nunca tive na minha carreira desportiva. Fomos vencedores em todas. Também pelo fato de estarmos nas decisões, estamos habituados a conviver com pressão. Uma pressão que nunca será maior do que a nossa emoção", disse o técnico Jorge Jesus.

Certas mesmo são as ausências do zagueiro Rodrigo Caio e do atacante Bruno Henrique, ambos ainda em recuperação de lesão e que, inclusive, dificilmente viajarão à Colômbia. E isso abrirá caminho para os hoje reservas Léo Pereira e Pedro ganhem uma sequência na equipe.

Assim como ocorreu em todas as partidas da Taça Guanabara, incluindo as como visitantes, o Flamengo vai estrear na Taça Rio no Maracanã. A prática tem sido recorrente aos times pequenos fluminenses nesta edição do Estadual e agora vai se repetir com a Cabofriense, em busca de uma arrecadação melhor.

O adversário do Flamengo, aliás, teve o pior desempenho entre os 12 participantes da Taça Guanabara. Só somou três pontos, graças a uma vitória sobre o Vasco em São Januário, e teve cerca de 20 dias de preparação para a sua estreia na Taça Rio, em busca de um desempenho melhor.