Estudo da FGV EMAp sinaliza Flamengo com 21,7% de chance de conquistar o Brasileirão

Percentual de probabilidade diminui após o empate com o Goiás

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 01 - Os matemáticos da Escola de Matemática Aplicada da FGV projetaram quando o provável título de campeão brasileiro de 2019 deverá ser conquistado pelo Flamengo.

As 100 mil simulações feitas revelam que existe 21,7% de chance de o carioca rubro-negro sagrar-se campeão até a 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, o que faria o clube entrar para o rol dos clubes que precisaram do menor número de rodadas para conquistar o Brasileirão, juntando-se ao Cruzeiro, em 2013, e ao São Paulo, em 2007.

CHANCES

O Flamengo tem 21,7% de chance de conquistar o Brasileirão
O Flamengo tem 21,7% de chance de conquistar o Brasileirão

Se as chances de alcançar esse grupo diminuíram, as de pelo menos igualar o aproveitamento recorde da era dos pontos corridos, estabelecido pelo Cruzeiro, em 2003, ao conquistar 72% dos pontos possíveis, não diminuíram.

Permanecem em 93,3%, mesmo após o empate com o Goiás.

PROJEÇÃO

As projeções da Escola de Matemática Aplicada da Fundação Getulio Vargas (FGV EMAp) mostram que as chances de o provável campeão brasileiro ter pontuação final entre 84 e 90 pontos é de 65%, o que representaria ter um aproveitamento de pelo menos 73%.

Essa marca já seria suficiente para superar a pontuação do Palmeiras, campeão de 2018, e para colocar o Flamengo na história do campeonato como aquele que teve melhor aproveitamento da era dos pontos corridos. Para ter o melhor aproveitamento de todos os tempos, no entanto, o time precisaria alcançar 96 pontos e conquistar 84,2% dos pontos -- superando o Internacional que, em 1976, foi campeão com um desempenho de 84,1%.

LEVANTAMENTO

O Levantamento da FGV EMAp mostra que apesar da difícil vitória conquistada diante do CSA e do empate diante do Goiás, os rubro-negros podem continuar confiantes. Mesmo que o time do Flamengo apresente uma queda de rendimento que o faça jogar tal qual um time de meio de tabela, o Flamengo ainda seria favorito.

“Nesse cenário, as probabilidades de o Flamengo ser campeão ainda assim seriam de 55,5% devido à campanha e à vantagem que ele estabeleceu até agora. Por isso, não há motivos para temer o desgaste do time apesar do desempenho recente”, complementa o analista do Esporte em Números da FGV EMAp, João Marcos.

REBAIXAMENTO

Ainda de acordo com a pesquisa da FGV EMAp, a média histórica de 43 pontos, deve ser suficiente para escapar do rebaixamento. Com essa pontuação, a probabilidade de escapar do rebaixamento com essa pontuação é de 95,3%, revela o estudo.

O modelo indica também que há 93,5% de chances de a pontuação necessária para escapar do rebaixamento esteja entre 38 e 44 pontos, que aumentam quanto mais próximo do limite superior. A possibilidade de um time carioca cair é de 42%, sendo que o Fluminense responde pela maior parte desse risco, com 34,1%”.

O Botafogo, apesar do mal desempenho nos últimos jogos, ainda continua com uma probabilidade de queda estacionada em 7,7%.

SONHOS MAIS ALTOS

Fora o Flamengo, que já está matematicamente garantido na Libertadores, os outros cariocas estão cada vez mais distantes de campeonatos internacionais.

O Botafogo, embora tenha 42,4% de chances conquistar uma vaga na Sul-Americana, tem apenas 0,01% de conquistar uma vaga na Libertadores.

Já o Vasco, que tem 91,4% de conseguir uma vaga na Sul-Americana, viu as suas chances de conquistar uma vaga na Libertadores caírem para 1,9%.

QUANDO SAI O TÍTULO?

Existe ainda, segundo o levantamento da FGV EMAp, 18,8% de o título sair na 34ª rodada e 39,2% de chances de o título sair na 35ª rodada. Como a CBF a confirmou o adiantamento do jogo contra o Vasco, válido pela 34ª rodada para o dia 13, os jogos que o Flamengo terá antes e depois da final da Libertadores serão, respectivamente Grêmio (fora de casa) e Ceará (dentro de casa).

“São grandes as chances de o Flamengo ganhar o campeonato contra o Grêmio na Arena do Grêmio, o que seria uma ironia depois de o Renato dizer que era o melhor técnico do Brasil e perder de 5 a 0 no Maracanã, ou ganhar o título contra o Ceará em casa”, finaliza João Marcos.