Jogadores do Flamengo comemoram virada, mas evitam falar em título brasileiro

“A gente sabe que o Brasileirão é muito difícil. Estamos com a cabeça no lugar”, disse o lateral-direito Rodinei

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 10 (AFI) - Grande protagonista da virada do Flamengo sobre o Bahia, por 3 a 1, nets tarde no domingo de Maracanã, na qual contribuiu com duas assistências e o gol que fechou o placar, o atacante Gabriel Barbosa comentou a sinergia entre torcedores e o elenco rubro-negro. O atacante chegou a 37 bolas na rede nesta temporada, melhor número de um jogador flamenguista no século.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Além disso, 37 gols também é o número de vezes que Zico balançou as redes nas temporadas de 1980 e 1981. Naqueles dois anos, o Flamengo venceu o Brasileirão de 1980 e Libertadores, Mundial e Carioca, em 1981.

“Muito feliz, vitória muito importante. Obviamente, foi uma grande vitória da equipe. Muito feliz pelo carinho da torcida, espero que seja sempre assim comigo e com a equipe”, contou Gabigol. Ele é o artilheiro do brasileirão com 21 gols.

VEJA COMO ESTÁ A BRIGA PELA ARTILHARIA . CLIQUE AQUI !

NADA DE EUFORIA
O Flamengo encontrou dificuldades, na noite deste domingo, pela 32.ª rodada, mas conseguiu ter forças para virar e sair com a vitória por 3 a 1 sobre o Bahia. Após a partida, disputada no Maracanã, os jogadores da equipe mandante, porém, evitaram falar em título brasileiro, mesmo com dez pontos de diferença sobre o Palmeiras restando apenas seis partidas para cada clube.

“A gente sabe que o Brasileirão é muito difícil. Estamos com a cabeça no lugar. Aqui no Maracanã, temos mostrado nossa força. Agora, vamos trabalhar, trabalhar e trabalhar para depois pensar no título e na decisão da Libertadores contra o River Plate, que é um sonho para todos nós”, disse o lateral-direito Rodinei.

“A gente, independente das marcas, pensa jogo a jogo. Queremos ser campeões, é isso que queremos para fazer história”, concordou o meia-atacante Everton Ribeiro.

CONTA MAIS
O volante Willian Arão, por outro lado, foi do céu ao inferno em 90 minutos. No primeiro tempo, foi tentar afastar uma bola e acabou jogando contra, abrindo o placar para os visitantes. Ele se recuperou e ficou perto de fechar o marcador. Acertou o travessão em bela cobrança de falta. No rebote, Gabriel Barbosa concluiu para o fundo do barbante.

“Sem dúvida nenhuma, procuro evoluir em todo treinamento. Comecei a treinar. Sabia que teria a oportunidade. Importante é que sobrou para o Gabigol, que conseguiu fazer o gol”, completou.