Jogador do Flamengo é absolvido em julgamento do STJD

Gabriel utilizou um cartaz de um torcedor que estava na arquibancada na comemoração de um gol que dizia "Hoje tem gol do Gabigol".

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 04 - Artilheiro do Campeonato Brasileiro, um dos 14 gols do centroavante Gabriel, do Flamengo, foi alvo de uma denúncia no STJD que poderia lhe causar advertência, multa ou até mesmo suspensão.

Mas nada disso aconteceu. No julgamento realizado na tarde desta quarta-feira, no Rio de Janeiro, o jogador foi absolvido pelo órgão por ter comemorado um gol no clássico contra o Vasco, no último dia 17, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, segurando um cartaz.

Na ocasião, o jogador do Flamengo utilizou um cartaz de um torcedor que estava na arquibancada na comemoração de um gol. O cartaz dizia "Hoje tem gol do Gabigol". A procuradoria do STJD entendeu inicialmente que ele praticou uma ação promocional conforme reza o artigo 98 do Regulamento Geral de Competições da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), como "utilização de faixas, cartazes, apresentações e manifestações em geral" no campo de jogo.

Gabriel no treino desta quarta-feira (04) (Foto: Divulgação/Flamengo)
Gabriel no treino desta quarta-feira (04) (Foto: Divulgação/Flamengo)

JULGAMENTO

No começo do julgamento aconteceu uma mudança que poderia causar prejuízo para Gabriel e o Flamengo.

A procuradoria entendeu que o atacante poderia ser enquadrado no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que tem pena de suspensão de uma a seis partidas.

Isso levou a defesa rubro-negra, feita pelo advogado Michel Assef, a pedir o adiamento do julgamento, entendendo que, como o fato poderia gerar uma suspensão do jogador, ele deveria estar no STJD para se defender. Mas esse pedido não foi atendido e a sessão continuou.

Depois de deliberações dos auditores, foram dois votos pela absolvição de Gabriel e dois pela punição de um jogo, convertida em advertência por conta da primariedade. Com isso, o atacante está confirmado para o duelo diante do Avaí, neste sábado, às 17 horas, no mesmo estádio Mané Garrincha, em Brasília, pela 18.ª rodada do Brasileirão.

OUTROS CASOS

Gabriel não é o primeiro a comemorar um gol de maneira inusitada no futebol. Nem será o último, provavelmente. Neymar, por exemplo, já foi expulso após festejar um gol colocando uma máscara no rosto. Quem também tem o hábito de inovar é o gabonês Aubameyang, que já colocou máscara de Homem-Aranha e Batman. Atualmente ele defende o Arsenal, da Inglaterra.